Divisas (moeda estrangeira) - Conceito, o que é, Significado

O conceito divisa se refere a uma moeda utilizada em uma região fora da sua origem. Em outras palavras, é uma moeda estrangeira. Assim, a libra esterlina britânica constitui uma divisa fora das fronteiras do Reino Unido e o dólar norte-americano é uma divisa fora dos Estados Unidos.

O mercado de divisas constitui o maior mercado do mundo e com mais liquidez. Ao contrário de outros mercados, isso não tem uma localização física nem uma bolsa para centralizar as operações financeiras. A compra e venda de divisas é realizada através de redes, das quais são conectadas com corporações, bancos e indivíduos que compram ou vendem divisas.

Uma ferramenta que facilita as relações comerciais

Antes do aparecimento da moeda, o único mecanismo para adquirir um produto era por meio de troca, ou seja, trocando mercadorias. A desvantagem deste sistema é óbvia: as pessoas envolvidas no negócio precisam encontrar algo que estão procurando. Depois da troca, teve início a negociação através de metais, especialmente o ouro e a prata. Porém esta modalidade não dispunha de um sistema de preços exatos. Com o surgimento das moedas, o comércio pode expandir-se rapidamente.

O uso de divisas serve principalmente como um meio de troca. Para alguns, ter divisa representa uma reserva de valor, como poderia ser uma joia, uma obra de arte ou um quilo de ouro. Esta consideração é discutível, uma vez que qualquer moeda se desvaloriza ao longo do tempo e, portanto, guardar divisas durante anos pode ser um péssimo negócio.

A taxa de câmbio e o mercado de divisas

Se relacionarmos euros e dólares, a taxa de câmbio seria a quantidade de euros necessária para obter dólares. Se o euro é a moeda nacional e o dólar é a divisa, a taxa de câmbio indica o valor de cada uma destas moedas. Desta maneira, um aumento na taxa de câmbio significa que se devem pagar mais euros para conseguir mais dólares (neste caso, o dólar vale mais e o euro menos e se desvaloriza em relação ao dólar).

Naturalmente, a taxa de câmbio entre as duas moedas é um fator determinante para o mercado de divisas. Vale lembrar que em toda relação comercial entre países é necessário trocar moedas (devem-se adquirir dólares para comprar nos Estados Unidos, da mesma maneira que ter euros para comprar na Europa). Esta situação cria um mercado entre as moedas e como em qualquer outro mercado não há oferta e demanda.

Imagem: Fotolia. Exopixel

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: