Bens - Conceito, o que é, Significado

O termo bens significa os elementos físicos, culturais ou intelectuais que correspondem à satisfação de uma determinada necessidade, além de referir-se especialmente aos bens econômicos, ou seja, aqueles bens que obtêm um preço no mercado no livre jogo entre oferta e a demanda; assim, possuem uma valorização em termos monetários. Os bens podem ser classificados de muitas maneiras em função de suas características.

Segundo sua mobilidade, isto é, sua capacidade de locomover-se de um lugar para o outro, os bens são classificados em móveis e imóveis. Assim, por exemplo, um computador, uma escrivaninha, uma cadeira, são considerados bens móveis na medida em que é fácil sua locomoção e podem ser comercializados em outros lugares; ao contrário, os bens imóveis ficam fixos em um lugar, como por exemplo, um edifício.

Conforme sua durabilidade, os bens podem ser classificados como bens de consumo duráveis e não duráveis. No primeiro caso, os bens tem um consumo que se prolonga no tempo, enquanto que no segundo estão os elementos que acabam em uma única vez de uso, como por exemplo, a comida.

Em relação à função, os bens podem ser classificados em bens de consumo, quando atendem a uma determinada necessidade de modo imediato; bens intermediários, quando sua obtenção é derivada de outros meios; e finalmente bens de capital, isto é, aqueles que servem para criar outros bens e serviços, como por exemplo, uma máquina têxtil.

Conforme sua relação com outros bens considerando sua demanda, os bens podem ser classificados em complementares e substitutivos. No primeiro caso, estão os bens que podem ser utilizados em conjunto, como por exemplo, os carros e o combustível; assim quando baixa o consumo de um, baixa o consumo do outro também. No caso dos bens substitutivos, quando a demanda de um bem diminui, a do outro aumenta, como acontece com a carne de diferentes animais para a alimentação.

E finalmente, podem referir-se aos bens classificados de acordo com a renda. Assim, encontramos os bens inferiores que diminuem quando a renda do indivíduo aumenta; os bens normais, cujo consumo faz a renda do indivíduo aumentar; bens de luxo, cujo consumo aumenta a partir do aumento da renda do indivíduo; e por último, os bens, em que o aumento em relação à renda é pouco em virtude de sua condição de necessidade.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: