Agalmatofilia - Conceito, o que é, Significado

As fixações sexuais estão longe das relações amorosas convencionais que fazem parte das parafilias. Existem diversas e curiosas parafilias. Destacamos o voyeurismo, o sadismo, o masoquismo e o fetichismo entre as mais conhecidas. Outras podem ser classificadas dentro das parafilias menos comuns, como é o caso da Agalmatofilia. Esta parafilia consiste em sentir atração sexual por estátuas ou manequins, assim como por alguns objetos inanimados.

A palavra agalmatofilia vem do grego e é a união de dois conceitos: agalma que significa estátua e philia que significa amor.

Uma versão concreta da Agalmatofilia

As pessoas que sentem atração sexual específica por estátuas sofrem de pigmalionismo. Esta designação se refere a um dos mitos da antiguidade grega: o mito de Pigmalião.

Segundo a mitologia, Pigmalião era um rei de Chipre que tinha grande talento como escultor. Era um homem triste porque não tinha esposa e isso o levou a modelar a estátua de uma mulher, buscando assim a mulher perfeita. Quanto mais ele trabalhava em sua nova criação, mais sentia fascinação erótica pela estátua criada, até o ponto de no final do seu trabalho sentir um forte desejo pela estátua feminina e começou a enchê-la de beijos e abraços.

Ao comprovar seu estranho comportamento percebeu que havia se apaixonado por um ser de pedra

Diante deste estranho, mas intenso sentimento, Pigmalião rogou aos deuses para dar vida a sua estátua e assim poder casar com ela. A deusa Vênus quis agradar o artista e a fria estátua se tornou uma delicada mulher. Da união entre Pigmalião e sua estátua transformada em mulher nasceu Papos, uma das mais ilhas gregas mais lindas.

Interpretações da Agalmotofilia e do Pigmalionismo

Ambas parafilias são versões de uma mesma fascinação erótica, a atração por seres inanimados. Embora não haja uma explicação clara sobre a motivação destas parafilias, há algumas interpretações:

1) Pode ser entendida como uma forma de amor e de atração inspirada na fantasia de um ser perfeito, uma circunstância que recorda o mito de Narciso e o Narcisismo;

2) Pode ser avaliada como uma conduta psicopata na qual uma pessoa se apaixona por algo de sua própria criação;

3) É possível explicar esta parafilia como uma variante das fixações obsessivas em relação aos mitos eróticos.

Além destas interpretações, a Agalmatofilia e o Pigmalionismo nos faz lembrar que a atração sexual tem um componente misterioso. Este mistério se reflete na linguagem que empregamos quando nos apaixonamos por alguém, tais como "sentir borboletas no estômago" ou "receber a flecha de um Cupido".

Imagem: Fotolia. Nejron

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: