Sonofilia - Conceito, o que é, Significado

Segundo seu significado etimológico, a palavra sonofilia quer dizer amor ao sono, uma vez que o termo somno provém da raiz somnus que equivale a sono e filia que significa amor. Apesar das aparências não se trata de uma paixão pelo mundo dos sonos ou algo similar, mas que a sonofilia não deixa de ser uma parafilia, ou seja, uma inclinação sexual não convencional. Consiste na atração sexual por pessoas que se encontram dormindo. Desta maneira, a pessoa com esta parafilia sente o desejo de manter relações sexuais com as que dormem ou se encontram em estado de sonolência, entre a vigília e o sono.

A particularidade desta curiosa tendência sexual

A pessoa desejada na sonofilia não consente nem rejeita o contato físico, pois está adormecida total ou parcialmente e não tem nenhuma iniciativa. O indivíduo que se excita com aquele que está dormindo, sente um impulso erótico e sua libido se ativa não pelo atrativo sexual, mas pelo fato do outro estar dormindo. Esta circunstância tão atípica faz com que o maníaco possa chegar a forçar a situação usando barbitúricos ou drogas para provocar o sono do pretendente e assim ativar seu apetite sexual.

Esta tendência sexual pode ser praticada de duas formas: uma moderada e outra violenta. Na moderada a excitação erótica se alcança através de carícias na pessoa que dorme e assim que ela acorda a relação sexual é consumada. Na versão violenta o maníaco realiza o ato sexual enquanto a pessoa desejada permanece dormindo.

Outras parafilias unilaterais

A sonofilia é uma parafilia unilateral, pois o prazer erótico só pode ser obtido pelo próprio indivíduo que realiza. Neste sentido, pode-se comparar com outras parafilias: a agalmatofilia (atração por estátuas), a asfixiofilia (a excitação se consegue através do autoestrangulamento) e a formicofilia (o prazer é obtido pelo contacto físico com formigas, vermes ou outros animais).

Diversas maneiras de entender as parafilias

Não há uma única forma de avaliar as parafilias. Elas podem ser consideradas aberrações sexuais, tais como distúrbios da personalidade, patologias ou por simples curiosidade. Algumas delas são claramente criminosas, tal como necrofilia. Outras têm um componente fetichista inocente, como a hifefilia (excitação erótica através do contato com a pele ou com o cabelo do outro).

Por último, deve-se notar que na área da sexualidade existem outras formas não convencionais: as disfunções sexuais e as perturbações de identidade sexual.

Imagem: Fotolia. Lorelyn Medina

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: