Conceito » Tecnologia » Viralidade

Viralidade - Conceito, o que é, Significado

Todos nós, em algum momento dos últimos anos, vimos um vídeo ou outro tipo de conteúdo, e mesmo que esse vídeo tenha se popularizado na internet ainda não conhecemos o verdadeiro significado do termo "viral". Mais precisamente, aí está a graça: chega a todo mundo e assim você sabe que está vendo "um viral" ou não.

Uma proposta desse tipo - geralmente um vídeo, mesmo sem ser exclusivo - é uma informação que se transmite de usuário para usuário de forma espontânea através da Web, sem que haja uma campanha publicitária ou a descoberta desse conteúdo para o público em geral.

Estes conteúdos enviados são típicos de amigos e conhecidos através das redes sociais ou dos programas de mensagem instantânea. Na verdade, redes como Facebook ou Twitter e serviços como WhatsApp, promovem o surgimento deste tipo de fenômeno facilitando a transmissão de conteúdo.

O YouTube, serviço de vídeo on-line adquirido pelo Google no final de 2006, é um dos principais responsáveis pela existência dos vídeos virais. Isto se deve à facilidade de publicação de vídeos e a toda subcultura gerada pelos youtubers

Outro fato que tem facilitado a criação e compartilhamento de conteúdos que acabaram se tornando virais é a disponibilidade de uma câmera fotográfica/vídeo no telefone celular.

Atualmente, qualquer pessoa tem um smartphone no bolso por mais simples que seja, este que possui todas as ferramentas necessárias para capturar um vídeo ou uma imagem viral e assim difundir o conteúdo.

Apesar da maior parte dos conteúdos virais serem vídeo ou imagem fixa/animada (por exemplo, um GIF também pode ser texto).

Este é o caso de alguns tuits (tweets), especialmente aqueles que são respostas cortantes e/ ou que ferem a outros tweets. São virais porque deixam em evidência o tweet respondido.

Neste contexto, existem muitos meios de comunicação que adoram registrar notícias de brigas entre políticos ou celebridades através do Twitter.

Quando falamos de imagens ou fotografias, o auge da viralidade são os memes

Por ser um conteúdo que pode ser aplicado em uma série de contextos, os memes são ideais para ser reutilizados e por serem engraçados ganham muitos internautas, que passam a viralizá-los.

Ultimamente, também são dados os "desafios", que consistem em desafiar amigos, conhecidos ou famosos a tomar certas ações e em muitos casos a favor de uma causa caritativa.

O "santo graal" das agências de marketing é poder produzir um conteúdo viral

Como se faz isso? Qual é a fórmula principal para impulsionar uma informação? Más notícias: não há ou pelo menos não se conhece.

No entanto, há uma série de orientações que podemos seguir para tentar fazer com que o conteúdo se torne viral:

Deve ser engraçado. Os principais conteúdos que triunfam na rede são aqueles que provocam a hilaridade daqueles que o consumem. Também facilitam a propensão para compartilhá-los.

Não importa o profissionalismo do vídeo ou da imagem feita. Tire da cabeça em fazer superproduções como de muitos profissionais. A maioria dos vídeos virais que prevalecem é feito por qualquer pessoa com um smartphone normal.

Não precisa ser algo preparado. Os vídeos espontâneos, que capturam o momento, tendem a ser mais bem-sucedidos.

Como exemplo de conteúdos virais, podemos citar entre muitos outros, o vídeo original de Nyan Cat (assim como uma série de memes e derivados), o 2 girls 1 cup (não me pergunte sobre o que se trata e se não sabe melhor nem procurar...), bem como outros vídeos sobre a reação das pessoas que o assistem.

Também há o vídeo da música Friday de Rebecca Black, o desafio do balde de gelo, de come uma colher de noz-moscada, o Harlem shake, o Gangnam style, os memes de Grumpy cat (gato rabugento em português) e outro fenômeno viral que envolveu todos os internautas: mannequin challenge (o desafio do manequim).

E estes são apenas alguns. Se procurar, encontrará centenas, milhares de virais.

Imagem: Fotolia. Vectorarte

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: