Taxa de Natalidade e Mortalidade - Conceito, o que é, Significado

Para conhecer os níveis de vida de uma sociedade, a sociologia utiliza uma série de parâmetros ou indicadores objetivos que permitam fornecer uma visão geral sobre uma comunidade. Há todo o tipo de parâmetro, como o PIB, os quilômetros das rodovias, os níveis de escolaridade, a renda per capita, entre outros. No entanto, há dois indicadores que são de extrema importância: a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade. Os dados fornecidos por ambas expressam o nível de desenvolvimento humano de um país, pois se referem aos aspectos essenciais da condição humana: a vida e a morte.

A taxa de natalidade

Esta variável, também conhecida como taxa bruta de natalidade, é calculada quando se divide o número de nascimentos em um período determinado pelo número de habitantes, tudo isso multiplicado por mil. A alta taxa de natalidade ocorre quando está acima de 30 para cada mil habitantes em um ano, uma tolerância entre 15 e 30 e está em baixa quando está abaixo de 15. Este é um indicador que permite medir de forma objetiva a fertilidade, ou seja, o número médio de filhos de cada mulher em idade de procriar.

Os países com altas taxas de natalidade costumam ter um fraco desenvolvimento econômico e os países com baixa natalidade são os países desenvolvidos. Esta última circunstância é problemática, pois se o número de nascimentos for reduzido, a população tende a envelhecer.

A taxa de mortalidade

Este indicador demográfico estabelece o número de falecimentos em uma população a cada mil habitantes durante um período determinado, normalmente em um ano. Em relação à fórmula matemática utilizada para estabelecer estes dados, o número de mortes é igual ao número de óbitos que ocorrem em um ano, divididos pelo total da população; tudo isso multiplicado por 1000. Este indicador é tecnicamente conhecido como taxa bruta de mortalidade.

No mundo, a taxa de mortalidade é muito heterogênea

Assim, em alguns países africanos, há uma superação de 20 mortes para cada mil habitantes em um ano, já em países como Alemanha ou Portugal esta taxa é reduzida pela metade, ou seja, 10 mortes para cada mil habitantes em um ano.

A taxa de mortalidade é também estudada em relação à população infantil menores de 5 anos. Nos países mais pobres, a maioria dos falecimentos infantis ocorre junto com os partos ou nos primeiros meses de vida. Normalmente as mortes ocorrem com doenças que poderiam ser prevenidas, como a malária e a pneumonia.

Imagem: Fotolia. theseamuss

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: