Conceito » Educação » Quadros Comparativos

Quadros Comparativos - Conceito, o que é, Significado

A informação que lidamos pode ser sistematizada e organizada de várias maneiras. Um deles é através dos quadros comparativos. São esquemas gerais com os quais é possível contrastar os diferentes elementos que formam determinado tema com outro similar. Em outras palavras, trata-se de uma técnica que facilita a compreensão de um assunto através da visualização esquemática de uma informação.

Considerações gerais sobre os quadros comparativos

Este tipo de esquema cumpre uma função tripla:

1) proporciona uma síntese da informação,

2) compara-se os dados relevantes,

3) mostra-se as semelhanças e diferenças de um tema.

Como critério geral, são organizados a partir de várias colunas que distribuem a informação. Estes quadros são aplicados em qualquer tipo de atividade, por exemplo, em pesquisas, na docência, na atividade escolar ou no mundo empresarial.

Estas tabelas informativas facilitam a sistematização da informação. Desta maneira, um tema organizado pode ser comparado ao outro. Os conceitos ou ideias comparadas proporcionam uma visão global, por isso fica mais viável conhecer um assunto específico.

Um exemplo prático

Vamos supor que estamos com a intenção de comprar um carro novo, mas estamos em dúvida entre dois modelos. A partir desta preocupação inicial, criamos duas tabelas diferentes e anotamos informações relevantes sobre ambos. Nela indicamos dados específicos, como a cilindrada, o tipo de motor, potência, preço, etc. Ao comparar as características dos dois automóveis utilizamos esta ferramenta para decidir a compra de um ou de outro.

Quando não há necessidade de comparar informação, pode-se empregar um quadro sinóptico e outras ferramentas metodológicas

Como o próprio nome indica, o quadro comparativo serve para contrastar a informação. No entanto, quando se trata de organizar dados sem compará-los com outros, também é possível usar outra ferramenta: o quadro sinóptico. Com esta técnica, pretende-se organizar, desmembrar e hierarquizar determinada informação.

Deve-se destacar que os quadros comparativos ou os sinópticos são alguns dos métodos tradicionais para desenvolver técnicas de estudo, mas também há mapas conceituais, gráficos, esquemas ou resumos tradicionais. Todos esses métodos reforçam a aprendizagem e a compreensão da informação.

Imagem: Fotolia. IconBunny

Relacionados:

  1. Quadro Sinóptico
  2. Inferência
  3. Paratexto
  4. Antropologia
  5. Organograma
  6. Estudo
  7. Infografia
  8. Informação
  9. Referência Cruzada
  10. Bibliografia