Conceito » Psicologia » Psicologia Cognitiva

Conceito de Psicologia Cognitiva

Existem vários ramos da psicologia, um deles é a psicologia cognitiva. Este ramo tem como objeto de estudo próprio a análise dos processos mentais. Esta ciência estuda os mais variados planos da mente: resolução de dificuldades, raciocínio abstrato, percepção, desenvolvimento da linguagem, competências linguísticas e a tomada de decisões. Na história da psicologia cognitiva se destacam alguns dos seguintes nomes: Endel Tulving, Donald Broadbent, Jerome Bruner, David Rumelhart, Herbert Simon, Alan Baddeley, Frederic Bartlett e Hermann Ebbinghaus.

Esta psicologia analisa o pensamento, o processo de assimilação de ideias e de fontes de informação através de cognições. Por meio destas cognições, o ser humano processa a informação recebida através dos sentidos. Além disso, integra a informação emocional e o comportamento próprio.

Estudo dos processos mentais

O ser humano analisado a partir da perspectiva da psicologia cognitiva é semelhante a uma máquina que processa informação e classifica dados. Este ramo da ciência estuda o ser humano dando uma atenção maior a estes fenômenos que não podem ser observados visualmente. A essência do homem está na interioridade dos seus processos mentais.

Além disso, a psicologia cognitiva ganhou força a partir da perda do condutismo. Esta disciplina estabelece um paralelismo entre os processos dos programas de computação com o processo mental. Esta disciplina trata de explicar a maneira pela qual os seres humanos podem compreender seu entorno que fazem parte e a tomada de decisões no contexto social e cultural.

Um dos motivos de crise no condutismo ou behaviorismo é que a visão reducionista do ser humano não consegue explicar toda a sua essência ao nível do comportamento livre. Existem vários níveis de análise na psicologia cognitiva: receptor sensorial, memória imediata e memória de longo prazo.

Visão oposto ao condutismo

Em oposição ao condutismo, a psicologia cognitiva explica que o ser humano não é um simples sujeito passivo que reage aos estímulos do ambiente em forma de resposta, mas que vê o ser humano como um ser livre, criador da sua própria história.

O processo de conhecimento possui diferentes níveis. Em primeiro lugar, a atenção reflete a assimilação de dados. Num segundo nível ocorre a codificação destes dados. Já numa terceira fase a mente armazena a informação. Tal informação fica para ser recuperada e utilizada posteriormente.

Imagem: Fotolia. freshidea

Relacionados:

  1. Psicologia Científica
  2. Psicologia
  3. Neobehaviorismo
  4. Cognitivo
  5. Pensamento Abstrato
  6. Pregnância
  7. Psicologia da Arte
  8. Terapia Gestalt
  9. Psicologia Industrial
  10. Teste de Rorschach