Conceito » Filosofia » Nada (Filosofia)

Nada (Filosofia) - Conceito, o que é, Significado

A palavra nada é um advérbio de quantidade que expressa a ausência de algo. Então, quando se diz: "Não tenho nada no meu bolso" significa que estou expressando que meu bolso está vazio. No entanto, este conceito tem uma dimensão filosófica e vai além de uma simples questão de quantidade.

O nada como problema na história da filosofia

Os filósofos gregos abordaram este problema a partir de um raciocínio lógico: em tudo há um ser e quando não há essa ideia de ser se refere a um nada. Em outras palavras, o nada é a negação do conceito ser.

Alguns filósofos acreditam que o nada como conceito não é mais do que uma simples palavra, portanto, isso não significa que o nada seja algo. Assim, a palavra nada é simplesmente uma linguagem de sinais que tem uma função lógica e que não deve ser entendida como um conceito que expressa a verdade sobre algo.

De acordo com outras abordagens filosóficas, faz sentido considerarmos o nada como uma ideia, mas isso se trata de um conceito vazio, da mesma maneira que estivéssemos falando de um gênero sem indivíduos.

Para alguns pensadores o problema do nada é inexistente: algo que não existe não pode ser pensado. Em outras palavras, não podemos pensar em nada.

Do ponto de vista da filosofia existencialista, o nada como conceito tem sua origem na angústia vital dos seres humanos. Em termos simples, pode-se dizer que quando queremos saber sobre as coisas e não obtemos as respostas satisfatórias, isso nos provoca um sentimento de angústia que nos leva à ideia de um vazio existencial ou ao nada.

Do ponto de vista da física

Quando os físicos se perguntam sobre esta questão geralmente se referem ao espaço vazio sem nada dentro. Em geral, considera-se que não é possível imaginar algo fora do espaço, do tempo, sem as leis da natureza e sem partículas.

Deus criou o mundo do nada

O pensamento do Cristianismo e do Judaísmo sobre a Criação parte de uma ideia simples: Deus criou o mundo do nada. Assim, o fato de criar significa criar uma existência ou começar a existir, da qual quer dizer que antes da Criação existia o nada.

Deus é o único ser que pode criar, já que os humanos não podem partir do nada, pois é impossível que se forme algum tipo de realidade (conforme afirmavam os clássicos "do nada não sai nada").

Imagem: Fotolia. kalcutta

Relacionados:

  1. Explícito
  2. Tédio
  3. Vazio Existencial
  4. Zero Absoluto
  5. Banal
  6. Categoria
  7. Óbvio
  8. Traducianismo
  9. Praxe
  10. Perspectivismo