Burguesia - Conceito, o que é, Significado

BurguesiaNa Idade Média, mais precisamente na Europa, começou o crescimento dos centros urbanos, os quais recebiam o nome de burgos e de onde vem a palavra burguesia.

O desenvolvimento das cidades propiciou um aumento gradual da atividade comercial. Os artesãos se agrupavam em grêmios, abriam novas rotas no Mediterrâneo e o comercio enriquecia uma nova classe social, a burguesia.

Os senhores feudais viviam das grandes extensões de terra e impunham seus privilégios. Pouco a pouco foram substituídos pelos burgueses, mais dinâmicos e empreendedores. Seu papel econômico e social era incontrolável dentro do Renascimento como motor da economia, mas também da cultura através da figura dos mecenas.

O burguês é um homem que se relaciona com outras culturas através do comércio. Nesse contexto, aparece a banca como instrumento que ativa a economia. Este fenômeno impulsiona o modelo capitalista e, paralelamente, o capitalismo alimenta o crescimento da burguesia. A partir disso, os valores medievais foram substituídos por outros: enfraquecimento das classes sociais, incentivo ao individualismo e criação de certos vínculos econômicos entre as cidades europeias mais desenvolvidas (as ligas comerciais).

A burguesia se consolida como uma poderosa classe social e não deixa de ser até o momento. No século XVIII, aparece um novo fenômeno na Europa, a Revolução Industrial. A economia se transforma com uma tecnologia que permite uma maior produtividade e o mundo permite a abertura de novas rotas comerciais. Acontecem as primeiras reivindicações de trabalhadores (o proletariado), que luta por melhorar suas condições trabalhistas. Entretanto, a burguesia permanece como classe dominante. De fato, fala-se da pequena burguesia (comerciantes e profissionais qualificados) e da alta burguesia (banqueiros, empresários e investidores).

O conceito burguesia possui alguns aspectos interessantes. Do ponto de vista marxista, o mesmo deve ser substituído pelo proletariado, uma vez que o ideal do marxismo defende a ideia do desaparecimento de todas as classes sociais. O movimento anarquista também defende a necessidade de lutar contra a burguesia e seus valores representados.

Em outro sentido, o burguês é um protótipo menosprezado por muitos e que usam este termo em forma de crítica ou como algo depreciativo.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: