Conceito » Psicologia » Amor Proibido

Amor Proibido - Conceito, o que é, Significado

O amor deveria ser simples, entendido como aquele sentimento em que duas pessoas se unem, têm a liberdade e a disposição necessária para crescer juntos e iniciar um projeto de vida em comum. Entretanto, existe também o poder do proibido e a luta contra obstáculos que procuram impedir a formação do casal.

Histórias impossíveis

O amor proibido inspirou grandes histórias no cinema e na literatura. Na verdade, no contexto televisivo, as telenovelas mostram a trama de dois protagonistas que se conhecem e se apaixonam perdidamente, no entanto, logo descobrem viver um amor proibido porque há uma barreira que os separa. A partir daí nasce a base argumentativa das histórias que só se resolve no final.

Uma forma de amor proibido é a história de um sentimento clandestino que surge entre duas pessoas, pois uma delas ou ambas já tem outro amor. Ou seja, há um triângulo amoroso diante dessa situação, ou então uma história de vida dupla.

As pessoas que iniciam uma história de amor com algum elemento que a torna impossível confundem o amor com a constante superação de obstáculos e dificuldades, vivem na corda bamba da emoção contínua

A pessoa amada parece ser toda a felicidade, um refúgio de bem-estar cuja ausência é vivida como um autêntico drama.

No imaginário coletivo, Romeu e Julieta se tornaram dois personagens da cultura popular como símbolo do romantismo ligado à impossibilidade de um amor marcado por diferenças irreconciliáveis.

Do ponto de vista psicológico, este tipo de história se alimenta da obsessão que produz no inconsciente o conceito de limite que nutre a lei do desejo. Enquanto um possível amor é fonte de felicidade, pelo contrário, o poder do impossível traz desolação, angústia, tristeza, desespero e vulnerabilidade.

Tipos de amor proibido

Para o ser humano é muito complexo querer entregar seu coração e não poder fazê-lo com liberdade. Isto pode levar a uma luta interior, um ideal inconsciente na qual o protagonista recria imagens de felicidade com o objetivo dos seus sonhos, mas que na realidade se impõe um freio. Inclusive, embora o amor se materialize é bem possível que esteja apenas ligado ao domínio do clandestino.

Existem muitos tipos de amor com estas características. Por exemplo, quando uma pessoa se apaixona por outra comprometida, quando ama loucamente alguém que não corresponde, quando continua apaixonada por um antigo amor que chegou ao fim contra sua vontade. São histórias em que a tentação se faz presente e a pessoa sofre uma luta interior.

Na literatura, o personagem de Anna Karenina, da obra de Leon Tolstoy, mostra o trágico desenlace da protagonista depois de ter vivido um amor clandestino que a levou abandonar seu marido e filho.

Imagem: Fotolia. weerapat1003

Relacionados:

  1. Amor Verdadeiro
  2. Amor
  3. Triângulo Amoroso
  4. Alma Gêmea
  5. Amor Próprio
  6. Amor Não Correspondido
  7. Ágape
  8. Monogamia
  9. Amor Incondicional
  10. Relação Aberta