Conceito » Aprender » Alfabeto Fonético Internacional

Alfabeto Fonético Internacional - Conceito, o que é, Significado

Em alguns dicionários e manuais de línguas aparece uma série de símbolos que indicam como os sons devem ser pronunciados em cada idioma. Assim, conhecendo o significado desses signos é possível melhorar o conhecimento falado de uma língua estrangeira. O conjunto de signos utilizado forma um alfabeto, mais especificamente o alfabeto fonético internacional. Esta denominação provém das siglas, em inglês, AFI, Alphabet fonetic International.

As letras de um alfabeto têm seu signo correspondente no alfabeto fonético internacional

Do ponto de vista histórico, o sistema API foi elaborado conjuntamente no final do século XIX por vários especialistas e professores de línguas, todos eles dirigidos pelo linguista francês Paul Passy.

Assim, formou-se a Associação Fonética Internacional. Desta maneira, com um único alfabeto se pode identificar os sons de qualquer idioma. Ao longo dos anos, algumas modificações foram incluídas para aperfeiçoar este alfabeto. Este código internacional permite que qualquer receptor de uma mensagem possa saber a pronúncia de uma palavra.

Além disso, é utilizado como um sistema complementar na aprendizagem da ortografia. Este código linguístico inclui o conjunto de possibilidades da voz humana para reproduzir sons.

Exemplos aplicados ao idioma inglês

O som longo da letra i é expresso pelo símbolo i: e utilizado na combinação de algumas letras juntas (ee, ea ou ese, por exemplo, see, speak ou these). Pelo contrário, o som curto da i aparece em palavras como chip, thin ou ship.

O som longo da letra u é representado pelo som u: e serve normalmente para referir às palavras que possuem duas vogais (choose, food ou foot). O som curto aparece em palavras como book, good ou cook.

O som longo da letra a é indicado pelo signo a: sendo aplicável em palavras como arm, bar, car ou far. Pelo contrário, o som curto é encontrado em palavras como son, sun ou cut.

A maioria das línguas é formada por determinado número de fonemas que varia entre 25 e 40

No mundo há aproximadamente 6500 línguas, sendo que cada uma delas tem uma sonoridade diferente. A fonética estuda a articulação das consoantes e das vogais. Os pontos de articulação de uma língua são chamados de fonação: labial, coronal, dorsal, radical e glotal.

Cada idioma tem seus próprios fonemas, consequentemente, torna-se necessário o uso de um alfabeto fonético internacional.

Imagem: Fotolia. Peter Atkins

Relacionados:

  1. Alfabeto Grego
  2. Dígrafo
  3. Sânscrito
  4. Braille
  5. Interlíngua
  6. Criptograma
  7. Signo Linguístico
  8. Escrita Hierática
  9. Línguas Românicas
  10. Fonética