Teste de Rorschach - Conceito, o que é, Significado

Na área da psicologia, utiliza-se todo tipo de teste para avaliar os mais variados aspectos do ser humano, como a inteligência, a motivação e a memória. Quando se trata de uma avaliação da personalidade, um dos mais empregados e reconhecidos é o teste de Rorschach.

Ideia fundamental da proposta

Com este tipo de avaliação o que se pretende é ter uma ideia global da personalidade do indivíduo. Através de imagens com um aspecto indefinido ou em forma de mancha, a pessoa que as observa precisa interpretar o que está vendo.

O observador projeta suas ideias e sentimentos sobre as imagens e esta projeção permite que o psicólogo tenha uma avaliação sobre o tipo de personalidade do indivíduo avaliado.

Os psicólogos que aplicam esta técnica afirmam que quando uma pessoa observa uma imagem ambígua, sem um sentido aparente, coloca sua mente para trabalhar e proporciona um significado ao que está observando. Assim, quando alguém lhe pergunta o que está vendo na mancha, sua resposta é que se vê a si mesmo.

No desenvolvimento do teste é importante que o indivíduo que observa as imagens expresse com sinceridade o que vem à sua mente. Por outro lado, é necessário que o intérprete do teste seja uma pessoa com conhecimentos específicos sobre este tipo de avaliação.

Em suma, este teste expressa como é um indivíduo a partir do que ele vê e interpreta em certas imagens.

Uma ferramenta que revolucionou o psicodiagnóstico

O criador do teste foi o psiquiatra suíço Hermann Rorschach que, aproximadamente em 1915, se interessou pela nova corrente da psicologia: a psicanálise. Este psiquiatra mostrou uma série de folhas com desenhos estranhos e manchados aos pacientes com doenças mentais e estes puderam expressar suas ideias e avaliações sobre cada um dos desenhos.

Esta nova técnica se tornou um instrumento de grande utilidade para o psicodiagnóstico, sendo uma disciplina da psicologia que foca o estudo do comportamento humano. Através dela é possível descrever as características psicológicas dos indivíduos.

Outras provas de personalidade

Os testes de personalidade medem uma série de variáveis, como as habilidades sociais, o grau de responsabilidade, o neuroticismo, a predisposição a mudanças e outras atitudes vitais.

O teste 16PF5 permite medir a personalidade ao estudar aspectos como a abstração, a sensibilidade, a audácia, a estabilidade emocional e o autocontrole.

O teste MBTI é utilizado para identificar as inclinações e preferências dos indivíduos estudados.

Imagem: Fotolia. Ekaterina

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: