Superpotência - Conceito, o que é, Significado

Uma nação é considerada uma superpotência quando mantém uma hegemonia política e econômica no contexto internacional. Em outras palavras, o país que tem este reconhecimento mantém uma posição de liderança no conjunto das nações do planeta.

São várias as superpotências ao longo da história

Há 2500 anos a civilização grega manteve uma posição de força em relação aos outros povos. Seu poder se baseava em uma cultura mais avançada, assim como uma frota marítima e um exército poderoso.

Nos séculos seguintes, o Império Romano atingiu o status de superpotência mundial. Entre os fatores que explicam sua hegemonia, podemos destacar os seguintes: um exército bem organizado, uma extensa rede de caminhos por todos os seus territórios e um sistema jurídico e administrativo muito avançado para sua época.

A partir do século XVI, a Espanha foi a nação mais poderosa do planeta. Ela dominava grandes territórios na América e na Europa e controlava as principais rotas de navegação. Posteriormente, a França e a Grã-Bretanha se tornaram as novas superpotências na ordem internacional.

A partir do final do século XX os Estados Unidos se tornaram uma superpotência mundial, mas nas últimas décadas a China vem protagonizando uma ascensão meteórica

Após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos expandiu seu modelo econômico e social em várias regiões do planeta. No entanto, compartilhou a liderança com outra superpotência, a União Soviética. Quando o regime soviético foi dissolvido em 1991, os Estados Unidos se tornou o país com mais peso no contexto internacional.

Paralelamente, o modelo comunista chinês evoluiu para o capitalismo e hoje em dia a China é uma nova superpotência. Na verdade, os analistas polemizam sobre quem é realmente a grande superpotência do planeta: China ou Estados Unidos.

A China é uma superpotência por várias razões:

1) possui um crescimento econômico sustentado baseado na transformação de um sistema comunista para uma economia de mercado (calcula-se que o PIB da China ultrapassa os Estados Unidos em 2020);

2) criação de áreas abertas à investimento estrangeira;

3) mão de obra barata;

4) aumento progressivo nas exportações;

5) o governo mantém o controle de alguns setores estratégicos, como a indústria pesada, a rede ferroviária e a rede energética;

6) é uma potência turística (em 2010 foi o terceiro país mais visitado do mundo);

7) em sua política exterior não interfere nos assuntos de outros estados, assim como promove a convivência pacífica e o benefício mútuo.

Imagem: Fotolia. chuck

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: