Conceito » Economia » Pluriemprego

Pluriemprego - Conceito, o que é, Significado

Uma pessoa se encontra em situação de pluriemprego quando realiza mais de uma atividade profissional ou então quando o mesmo trabalho é realizado em diferentes lugares. Como critério geral, esta modalidade de trabalho está relacionada a baixos salários e instabilidade no emprego.

Por outro lado, normalmente aqueles que adotam esta opção gostariam de ter um único emprego, mas as necessidades econômicas os levam a desempenhar diferentes ocupações. De qualquer forma, a compatibilidade de vários trabalhos tem como principal objetivo atingir o final do mês.

Um fenômeno típico entre os jovens

Muitos jovens são pluriempregados, uma vez que esta é a única maneira de obter uma renda suficiente para sustentar-se economicamente. Em certas ocasiões, trata-se de uma fórmula temporária à espera de encontrar certa estabilidade.

Em alguns casos, este fenômeno está associado a uma qualificação acadêmica insuficiente. Os estudantes universitários costumam recorrer a esta fórmula durante os meses de verão ou nos finais de semana.

Em muitos setores profissionais é bastante frequente

Alguns profissionais da medicina exercem sua profissão nos setores público e privado. Assim, durante as manhãs trabalham em um hospital público e nas tardes atendem seus pacientes em consulta privada.

No setor da advocacia, muitos profissionais se veem obrigados a manter várias ocupações, por isso compatibilizam no mesmo dia, uma atividade dentro de um escritório privado com aulas em uma universidade ou outras tarefas.

As empregadas domésticas normalmente exercem sua atividade em vários lugares, pois um único emprego é insuficiente para obter um salário mínimo.

Nas profissões relacionadas à engenharia, informática, arquitetura e jornalismo também é muito comum que os trabalhadores combinem diferentes tarefas. No caso do jornalismo, os pluriempregados geralmente trabalham em vários meios de comunicação e realizam diversas atividades (crônicas para a imprensa escrita ou para agência de notícias, boletins de rádio, redator freelance, etc.).

O fim do trabalho tradicional

Durante séculos a atividade trabalhista apresentava de grosso modo o seguinte esquema:

1) iniciava-se um período de aprendizagem em um trabalho qualquer;

2) uma vez adquirida a experiência suficiente, o trabalhador incorporava este trabalho a certa estabilidade;

3) como regra geral, o trabalhador permanecia em um emprego ao longo de sua vida profissional.

De acordo com muitos analistas, este esquema tradicional se encontra em vias de extinção como consequência da revolução tecnológica, da robotização, da vida efêmera das pequenas e médias empresas e da precariedade no trabalho.

As tendências que observamos são algumas das consequências do novo paradigma trabalhista.

Imagem: Fotolia. Yes Man

Relacionados:

  1. Pleno Emprego
  2. Posto de Trabalho
  3. Desigualdade Salarial
  4. Geração nem-nem VS sim-sim
  5. Hikikomori
  6. Estudar e Trabalhar
  7. Ano Sabático
  8. Emprego
  9. Master MBA
  10. Marginalização