Conceito » História » Partido Pantera Negra

Partido Pantera Negra - Conceito, o que é, Significado

Na década de 1960 a comunidade afro-americana dos Estados Unidos atravessava um momento difícil. Não tinham reconhecidos os direitos civis e havia segregação racial na vida cotidiana e nas instituições. Diante dessa situação os negros dos Estados Unidos tinham duas opções: aceitar resignadamente sua condição social ou então rebelar-se. O Partido Pantera Negra, mais conhecido popularmente como os Panteras Negras, é um exemplo da segunda via. Eles se autodenominavam com este nome porque a pantera é um animal que inicialmente não ataca, mas quando se sente ameaçada reage energeticamente.

Esta organização foi fundada por um grupo de estudantes universitários em 1966

Em suas primeiras ações de autodefesa, os estudantes saíram às ruas da cidade de Oakland para combater a polícia que reprimia os negros. Logo as panteras negras se tornaram muito populares por sua aparência única: jaqueta de couro, boina e uma arma para proteger-se.

Com esta atitude frente à repressão queriam demonstrar o orgulho de ser negros. Em vez de correr ou esconder-se, decidiram sair às ruas e lutar contra as injustiças.

Suas propostas políticas se resumiam a um programa com dez itens, das quais incluíam os direitos sociais, a igualdade perante a lei e o fim da violência policial.

Sua ideologia era uma combinação das diversas correntes da época: o antirracismo, o orgulho da cultura afro-americana e o socialismo revolucionário. Ao mesmo tempo, organizaram programas de assistência às crianças negras dos bairros mais pobres. Alguns de seus membros estiveram envolvidos em atividades ilegais e ataques terroristas.

Há duas versões antagônicas sobre este movimento: alguns afirmam que seus membros eram os verdadeiros protagonistas da emancipação racial, já outros consideram que foram na realidade um grupo de criminosos bem organizados.

Suas reivindicações ficaram mundialmente conhecidas quando dois atletas afro-americanos (Tommie Smith e John Carlos) ergueram o punho no pódio dos Jogos Olímpicos do México em 1968. Este gesto lhes saiu muito caro, pois o Comitê Olímpico dos Estados Unidos lhes retirou as medalhas e os dois atletas foram acusados de antipatriotas e extremistas radicais.

Malcolm X e Luther King como fontes de inspiração da comunidade negra

Muitos jovens negros dos bairros mais pobres se sentiram atraídos pelos ideais dos Panteras Negras. Esses jovens também se inspiraram em uma figura lendária, Malcom X. Viam nele um líder combativo que não se conformava com a opressão. Pelo contrário, para a comunidade negra radicalizada o discurso pacifista de Luther King não lhes parecia interessante, pois acreditavam que era uma forma de dar a outra cara diante da repressão do homem branco.

Imagens Fotolia. logan81, mapichai

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: