Conceito » Educação » Parassíntese

Parassíntese - Conceito, o que é, Significado

A parassíntese é um recurso da linguagem baseado na união de um prefixo e de um sufixo em uma só palavra. Trata-se, portanto, da criação de uma palavra nova a partir de dois lexemas já existentes. Este recurso também é conhecido como relação parassintética.

Dois métodos para formar palavras parassintéticas

O primeiro consiste em configurar uma palavra prefixada e sufixada ao mesmo tempo, ou seja, na união de um prefixo e um sufixo a um lexema. Assim, na palavra entardecer há uma parassíntese porque existe um prefixo (en), um lexema (tarde) e, finalmente, um sufixo (er). Portanto, palavras empobrecer, desempenhar e alaranjado são exemplos de palavras parassintéticas.

No segundo método acontece a união da derivação e da composição de maneira simultânea. Assim, na palavra ajoelhar ocorre este fenômeno (joelho é um lexema, -a é o prefixo e –ar o sufixo). Outros exemplos poderiam ser os seguintes: milenarista, paraquedista e multinacional.

Palavras compostas e derivadas

A parassíntese é uma forma de unir prefixos e sufixos para criar novas palavras. No entanto, existem também palavras compostas que se forma pela união de duas palavras simples, como portada, livraria e fiação. Por outro lado, existem palavras derivadas quando uma palavra primitiva é adicionada um sufixo, como acontece com as palavras: atípico, bilateral, equitativo ou epitélio.

Pode-se observar que o procedimento da composição e da derivação é utilizado na formação de termos parassintéticos. No entanto, palavras derivadas e parassintéticas são questões diferentes.

Se tomarmos como referência o termo intolerante, estamos diante de uma palavra derivada e não parassintética porque não há uma combinação simultânea de prefixo e sufixo ligados a um lexema.

A importância dos sufixos e prefixos

Na formação de palavras (compostas, derivadas ou parassintéticas) a utilização de prefixos e sufixos é essencial. Ambos são morfemas derivativos adicionados a um lexema e permitem criar novas palavras.

O prefixo se posiciona na frente do lexema ou radical, como ocorre nos seguintes termos: pré-cozido, infeliz ou descontente (nestes casos os prefixos são pré, in e des).

O sufixo fica atrás do lexema, como nas palavras: saudável, alojamento, queimadura e florescer (aqui os sufixos são ável, mento, dura e cer).

Imagem: Fotolia. 6okean

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: