Conceito » Educação » Marsupiais

Marsupiais - Conceito, o que é, Significado

Como regra geral, a maior parte dos mamíferos cresce e se desenvolve dentro do útero materno. Quando nascem, os filhotes já estão bem formados e em condições de adaptar-se a uma vida normal. No entanto, os marsupiais são mamíferos que não cumprem com esta característica.

O exemplo do canguru

Um filhote de canguru vive apenas cinco semanas dentro do útero materno. No momento de nascer seu tamanho é bem pequeno, carece de pelo e não enxerga.

Como consequência disso tem que rastejar desde o orifício do nascimento até a bolsa materna onde se encontra o mamilo. Quando entra em contato com o mamilo se agarra ao mesmo e a mãe começa a produzir leite. Durante várias semanas, o filhote permanece pendurado no mamilo e assim começa a crescer e se desenvolver. A bolsa que fica o filhote é conhecida como marsúpio ou bolsa marsupial, funciona como uma matriz externa que serve de abrigo e proteção.

Assim que o filhote cresce o suficiente, já está em condições de saltar da bolsa por um período de tempo. Depois de dez meses fica muito grande para caber na bolsa materna e finalmente a abandona.

Fisiologicamente, a fêmea do canguru se diferencia dos outros mamíferos por causa do seu sistema reprodutivo. Possui dois úteros, duas vaginas independentes e uma placenta pouco desenvolvida. Por outro lado, o pênis do macho é bífido em sua extremidade e está localizado atrás do escroto.

A maioria dos marsupiais vive na Oceania

Estes animais são oriundos da Austrália, Tasmânia e Nova Guiné. Seu tamanho é bem variável, já que algumas espécies são muito pequenas, enquanto que outras são tão grandes como um ser humano. Entre os menores, destacam-se o diabo-da-tasmânia e o formigueiro marsupial. Já os maiores são o coala e o canguru.

A espécie menos conhecida é o rato-canguru (Potorous gilbertii), um animal que acreditavam estar totalmente extinto, mas que nos anos 90 foram encontradas algumas espécies vivas.

Quanto aos coalas, estes se encontram em perigo de extinção e sua maior ameaça é a clamídia, uma doença que lhes deixa cegos e causa infertilidade

O gambá é nativo do continente americano. A maior parte do dia vive nas árvores e sua alimentação é bem variada. Trata-se de um animal lento e inútil, mas é difícil agarrá-lo por sabe camuflar-se e quando se sente preso finge estar morto.

Ao contrário de outros marsupiais, gera antipatia entre os seres humanos, uma vez que se alimenta de galinhas e outros animais de criação.

Imagem: Fotolia. Andrea Izzotti

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: