Conceito » História » Experimento Filadélfia

Experimento Filadélfia - Conceito, o que é, Significado

O suposto experimento da Filadélfia ocorreu dia 12 de agosto de 1943 a bordo de um navio de guerra da armada norte-americana, o USS Eldridge. Vale ressaltar que este não era o nome originário da operação, já que nos documentos oficiais se chamava Projeto Arco Íris.

Um mito de guerra

Num contexto de guerra como o vivido pelos Estados Unidos durante esses anos, o aparecimento de boatos, mentiras ou mitos é sempre mais recorrente que de costume. É neste cenário que enquadramos o episódio do Experimento Filadélfia.

Segundo a história, o exército dos Estados Unidos estava em busca de uma tecnologia que lhe permitisse tornar seus navios invisíveis. Naqueles anos, a marinha americana foi superada pela inovadora tecnologia alemã em relação aos submarinos. Neste sentido, os submarinos alemães eram praticamente indetectáveis e, consequentemente, causavam estragos nos destróieres inimigos. Diante desta situação, a marinha americana decidiu convocar os melhores cientistas da época com o fim de neutralizar a tecnologia dos nazistas.

A teoria do campo unificado desenvolvida pelo físico Albert Einstein combinava a força da gravidade com outras forças eletromagnéticas; esta abordagem teórica constituiu o núcleo central do Experimento Filadélfia.

Assim, em 1943, o destróier USS Eldridge colocou em prática uma nova tecnologia e segundo alguns relatos, um grande halo de luz cobriu o navio por completo, deixando-o invisível e finalmente teletransportado a 800 metros de distância

Aqueles que acreditam na veracidade desta história não só sustentam a invisibilidade do navio de guerra e seu consequente teletransporte, mas também afirmam que alguns tripulantes se fundiram com objetos e partes da estrutura do navio. Aqueles que mantêm este tipo de versão dizem que o episódio mudou suas vidas.

O outro lado do mito

Os cépticos nos ensinam o outro lado da moeda. Acreditam que os defensores desta história nunca tiveram provas conclusivas que demonstrem sua autenticidade. Neste sentido, os depoimentos de alguns membros da tripulação desmentem à versão da invisibilidade e do teletransporte do navio.

Segundo a maioria das investigações, o criador de boatos foi um indivíduo chamado Carl Allen, que afirmou presenciar o estranho fenômeno quando se encontrava em um navio próximo ao USS Aldridge.

Imagem Fotolia: Teerasub

Relacionados:

  1. Prêmio Pulitzer
  2. Plano Marshall
  3. Hiroshima e Nagasaki (Bombardeio)
  4. Guerra dos Mil Dias
  5. Almirante
  6. Área 51
  7. Guerra Fria
  8. Wikileaks
  9. Guerra Psicológica
  10. Guerra dos Sete Anos