Eletricidade - Conceito, o que é, Significado

Denomina-se eletricidade ao fenômeno físico caracterizado pelo fluxo de elétrons. Ela foi documentada desde a antiguidade, especialmente na Grécia clássica. Atualmente constitui uma forma de energia primordial para mobilizar a economia, possibilitando sua transformação em diversas formas de trabalho. A eletricidade começou a ser estudada sistematicamente e com rigor científico a partir dos séculos XVII e XVIII; e claro, era um fenômeno percebível por diferentes fenômenos, em especial aos meteorológicos, mas apenas começou uma experimentação rigorosa visando obter benefícios quando a ciência esteve suficientemente madura para questionar sobre suas causas e efeitos.

Do ponto de vista econômico, a eletricidade teve seu primeiro impacto com a invenção do telégrafo elétrico e sua posterior aprovação no início do século XIX; esta invenção representou um marco na história das telecomunicações, permitindo a transmissão de mensagens que cobriam grandes distâncias. Posteriormente, já no final do século, se tornou possível a existência de iluminação elétrica nas ruas e casas, situação que teve grande impacto em termos de produtividade.

Hoje para atender a demanda da sociedade, a eletricidade é produzida através de geradores movidos a vapor. Este processo envolve combustíveis fósseis ou reações nucleares que geram calor em abundância. Claro que, existem outras formas de obtê-la, como por exemplo, através do vento ou do sol (energia eólica e energia solar), mas 80% destas necessidades são cobertas com esta meteorologia. Em consequência da impossibilidade de armazenar a energia com facilidade, o procedimento utilizado consiste em gerar a quantidade demandada. Esta circunstância faz com que seja necessário estimar o planejamento de um possível volume para cobrir as necessidades nas diversas situações que possam surgir.

Com a possibilidade da escassez de petróleo e as crescentes necessidades de energia, tornou-se clara a necessidade de estudar outras alternativas em relação à produção de eletricidade. Esta situação começa a pulsar as denominadas fontes de energia renováveis. No presente sua implantação pode ser pouco rentável, mas ao longo tempo, com o petróleo e o gás alcançando valores que dificultam sua aquisição talvez o panorama seja outro. Neste sentido, vale ressaltar que as fontes de eletricidade não convencionais podem ter uma infraestrutura cara, porém uma vez assumida, o serviço se mantém constante durante anos e com pouca provisão de insumos.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: