Conceito » Ciência » Lei de Ohm

Lei de Ohm - Conceito, o que é, Significado

A lei de Ohm representa um elemento fundamental para explicar certos fenômenos relacionados à eletricidade. Mais especificamente, esta lei estuda a relação que existe entre três conceitos: a intensidade da corrente, a diferença de potencial e a resistência elétrica. Em sua formulação mais simples a lei estabelece que a intensidade (denominada I) que circula por um condutor elétrico é diretamente proporcional à diferença de potencial (V) e, paralelamente, de maneira inversa é proporcional à resistência (R).

A lei de Ohm permite explicar o fenômeno da corrente elétrica

A corrente elétrica estabelece a passagem de elétrons de um ponto ao outro através de um conduto, por exemplo, um fio de cobre. Assim, a intensidade da corrente se refere à quantidade de elétrons que passa através de um condutor durante determinado período de tempo e sua unidade de medida são os amperes.

A diferença de potencial, popularmente conhecida como voltagem ou tensão elétrica, é a força que permite aos elétrons se moverem através de um condutor e sua unidade de medida é o volt ou vóltio.

Por último, a resistência é a maior ou menor oposição que apresenta um determinado condutor na passagem da corrente elétrica (por exemplo, um fio de cobre é um bom condutor de eletricidade e, portanto, oferece pouca resistência).

Como consequência da relação entre estes três conceitos, sua formulação matemática é a seguinte: I = V / R

Esta simples fórmula explica como se relacionam a voltagem, a corrente e a resistência: a intensidade é medida em amperes, a resistência em Ohmios e a voltagem em volts, sabendo que com dois destes três dados é possível obter o que falta.

A descoberta da Lei de Ohm ocorreu no início do século XIX, uma época em que já se conhecia a geração da corrente elétrica através das pesquisas de Alessandro Volta. O cientista alemão Georg Ohm (1789- 1854) procurou aprofundar os avanços sobre o novo fluido descoberto por Volta e começou a experimentar sobre as propriedades de eletricidade utilizando corpos metálicos até que finalmente descobriu a lei que leva seu nome.

A lei de Ohm foi aperfeiçoada definitivamente pela teoria eletromagnética de Maxwell

Embora a lei de Ohm fosse importante para descrever como funciona a eletricidade, deve-se destacar que esta lei nem sempre é cumprida, pois Georg Simon Ohm não considerou outras leis envolvidas com a eletricidade (as leis de Kirchhoff). O conjunto de fenômenos elétricos não foi explicado até que o cientista James Clerk Maxwell unificou a eletricidade e o magnetismo nas chamadas Lei de Maxwell.

Imagem: Fotolia. Africa Studio

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: