Conceito » História » As Três Ordens Gregas

As Três Ordens Gregas - Conceito, o que é, Significado

A civilização da Grécia Antiga se destacou em disciplinas como Filosofia, Teatro, Matemática e Arquitetura. Em todas estas áreas foram criados novos sistemas e na Arquitetura o termo "ordem" se refere ao estilo próprio de cada período.

Os gregos construíram estádios para as competições esportivas, teatros para representar as comédias ou tragédias e templos destinados adorar seus deuses. Na construção dos templos foram utilizados três sistemas ou ordens: a jônica, a dórica e a coríntia.

Ordem jônica

Causa uma impressão de elegância e ao mesmo tempo fragilidade e riqueza decorativa. O edifício mais característico se encontra na ilha de Éfeso, mais especificamente no templo dedicado à deusa Ártemis. Deve-se destacar que a ordem jônica é posterior à dórica, pois apareceu no século VI a. C.

A coluna desta ordem tem uma base que se sustenta sobre um tipo de degrau, o estilóbato. Sobre esta base se sustenta o fuste, que tem uma forma circular e normalmente é mais larga na parte inferior que na parte superior. O fuste conta com uma série de caneluras que são separadas por nervuras.

O capitel é formado por duas volutas arredondadas e acima delas está o ábaco. Obviamente, toda a estrutura da coluna serve para manter o peso da cornixa e do frontón do templo.

Ordem dórica

É a mais antiga das três e suas origens remontam ao século VII a. C. Sua denominação se refere ao povo dório, que foi o primeiro a incorporar este estilo arquitetônico. Caracteriza-se por sua sobriedade e simplicidade, assim como pela ideia de harmonia.

O elemento característico do templo dórico é a coluna. Esta é formada por três estruturas: uma base, um fuste e um capitel. Num sentido mais estrito, a base é inexistente, uma vez que o fuste se sustenta diretamente no último degrau que dá acesso ao recinto do templo (este degrau é conhecido pelo termo estilóbato que, por sua vez, sustenta os degraus inferiores ou estereóbatos).

O fuste da coluna é circular e tem sulcos com formas côncavas, por outro lado, seu tamanho vai diminuindo progressivamente desde a parte inferior até a superior.

O capitel dórico tem três partes:

1) o ábaco é uma forma retangular que sustenta a estrutura horizontal do templo,

2) abaixo do ábaco está o equino, que tem uma forma convexa,

3) a extensão do fuste é o colarinho, também conhecido como astrágalo.

Ordem coríntia

Esta ordem clássica é uma das mais utilizadas e se destaca pela beleza de seu capitel. Sua origem se remonta ao século V a. C, em pleno período clássico, da mesma forma que outras ordens, sua principal característica se encontra na coluna.

A coluna se destaca por sua decoração, uma vez que são utilizadas formas semelhantes às duas fileiras de folhas de acanto que se sobrepõem em sua parte inferior e um ábaco curvado na parte superior. O fuste da coluna é mais fino que na ordem jônica e apresenta caneluras com ângulos.

Imagem: Fotolia. Marina Gorskaya

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: