Conceito » Ciência » Água do Mar

Água do Mar - Conceito, o que é, Significado

A água dos mares apresenta diversos gases dissolvidos, principalmente o hidrogênio e o oxigênio. Outra de suas características é sua variada temperatura, uma vez que oscila entre 10 e 30 graus, mas que a partir dos 500 metros de profundidade atinge temperaturas próximas aos 0 graus. O alto teor de cloreto de sódio é o que provoca sua alta salinidade.

Além de suas propriedades, este elemento é o protagonista do ciclo natural mais importante da natureza, o ciclo da água. Assim, durante o processo de evaporação, o calor do Sol faz com que a água do mar se eleve até as nuvens e em seguida produza a condensação e, finalmente, as precipitações.

É benéfica para a saúde?

Esta pergunta não tem uma resposta definitiva, uma vez que existem duas posições antagônicas. Para alguns, é muito benéfica para a saúde, enquanto que outros afirmam o contrário.

Os banhos de mar são saudáveis por vários motivos: ajuda a combater a psoríase e outros problemas dermatológicos, previne a artrose e favorece o relaxamento muscular e o descanso.

Também, afirma-se que é benéfica para seu consumo, uma vez que um copo de água do mar proporciona minerais naturais devido à sua alta salinidade. Para que seja saudável, recomenda-se ser previamente filtrada e tratada.

Desde os tempos mais remotos os pescadores utilizam a água do mar para cozinhar os alimentos (por exemplo, para cozinhar peixes e verduras). Neste sentido, os pescadores cozinham com a água do mar porque dessa forma o sal é incorporado aos alimentos. No entanto, os pescadores não bebem a água para seu consumo habitual.

A água obtida do mar não é pura nem tratada adequadamente, por isso pode incorporar elementos e substâncias nocivas à saúde, como o mercúrio, o chumbo, os esporos, os resíduos animais, o diesel, os desperdícios, etc.

A teoria de René Quinton

As terapias com água do mar não são recentes. De fato, o biólogo e humanista francês René Quinton estudou seus efeitos no século XIX e início do XX. Suas pesquisas eram baseadas em um princípio geral: o meio aquático é o que permitiu o surgimento da vida no planeta.

Quinton diluía a água do mar em água destilada e seus pacientes a tomavam por via oral ou intravenosa.

Acreditava que as propriedades antissépticas desta combinação eram um remédio válido para curar todo tipo de doença, como o descongestionamento nasal, o fortalecimento do sistema imunológico, a melhora da asma, entre outras.

Este pesquisador tem seguidores em todo o mundo, que continuam utilizando o Plasma Quinton, pois segundo eles esta substância contém micronutrientes orgânicos com propriedades antibióticas e curativas.

Para a medicina convencional, os benefícios do plasma marinho são falsidades enquadradas dentro das novas correntes de terapias alternativas.

Imagem: Fotolia. Leo Lintang

Relacionados:

  1. Ciclo da Água
  2. Escalas de Temperatura
  3. Troposfera
  4. Calorimetria
  5. Atmosfera
  6. Ponte de Hidrogênio
  7. Bebidas Isotônicas
  8. Ebulição
  9. Elementos Químicos
  10. Higrômetro