Conceito » Geografia » Ursa Maior

Ursa Maior - Conceito, o que é, Significado

A constelação conhecida como Ursa Maior tem várias denominações. Nos Estados Unidos é conhecida como "a Grande Concha"; na França é "a Grande Panela" ou “Caçarola”; na Grã-Bretanha "o Arado"; os antigos egípcios enxergavam uma procissão formada por um touro, um homem horizontal e um hipopótamo; na Europa Medieval era conhecida como "a Carruagem" ou "a Carroça de Charles". Estas diferentes denominações mostram que as estrelas que compõem esta constelação podem ser unidas com linhas imaginárias criando figuras bem diferenciadas.

Os gregos da antiguidade e os povos nativos da América do Norte viam uma ursa de grande tamanho neste grupo de estrelas. Os seguidores da astronomia a chamavam de "o Carro". Na terminologia astronômica as figuras associadas às constelações de estrelas são conhecidas pelo termo asterismo.

Curiosidades sobre a Ursa Maior

No hemisfério norte é visível durante todo o ano e perto do Equador pode ser observada de abril a junho. Esta constelação tem a estrela dupla mais famosa do firmamento: Mizar e Alcor.

A galáxia de Bode ou M81 se encontra na constelação da Ursa Maior, uma galáxia espiral localizada a cerca de doze milhões de anos-luz da Terra e é muito estudada pelos astrônomos (calcula-se que esta galáxia tenha cerca de 250 milhões de estrelas).

Como outros asterismos, isso teve uma grande importância na história da navegação (a Odisseia de Homero nos faz lembrar que Ulisses observava esta constelação durante a noite para não perder-se de seu caminho de volta para casa).

Esta constelação formada por sete estrelas principais já era conhecida pelos homens do período Paleolítico, neste sentido, acredita-se que sua observação foi determinante para que os seres humanos cruzassem o Estreito de Bering e chegasse ao continente americano.

Na mitologia grega, o deus Zeus seduziu uma ninfa chamada Calisto que vivia nas florestas de Arcádia. Quando Hera, a esposa de Zeus, teve notícias sobre a infidelidade de seu marido, ficou tão ciumenta e com tanta raiva de sua rival que decidiu transformá-la em um urso e enviá-la para sempre ao céu.

Este relato mitológico em que um personagem se torna uma estrela é um exemplo de catasterismo (em tal processo, os personagens ou acontecimentos da mitologia acabam tornando-se constelações porque há uma semelhança entre a figura que há no céu estrelado e a história mitológica).

Algumas das estrelas mais conhecidas da Ursa Maior

Todas suas estrelas têm seu próprio nome desde a antiguidade. Nas costas do urso se encontra a Dubhe e os chineses a conhecem como o pivô do céu.

No dorso do animal está a estrela Merak (os gregos antigos a conheciam como Helike, na China é a esfera armilar e para os hindus era Pulaba).

A estrela Precda corresponde à coxa da ursa.

O princípio de cauda é Megrez. Talitha Borealis e Talitha Australis são os nomes das estrelas que correspondem às patas da ursa.

O asterismo que compõe a Ursa Maior tem um total de sete estrelas.

Imagem: Fotolia. Alena

Relacionados:

  1. Crux (Cruzeiro do Sul)
  2. Estrelas e Constelações
  3. Nebulosa de Órion
  4. Nebulosa do Caranguejo
  5. Trópico de Câncer
  6. Pégaso
  7. Astrologia
  8. Eixo Terrestre
  9. As 5 Estrelas dos Hotéis
  10. Coordenadas Geográficas