Conceito » Ciência » Crux (Cruzeiro do Sul)

Crux (Cruzeiro do Sul) - Conceito, o que é, Significado

As constelações são um conjunto de estrelas agrupadas através de algum tipo de linha imaginária. Formam silhuetas e imagens exclusivas. Algumas delas podem ser reconhecidas a olho nu sem a necessidade de utilizar um telescópio, como a Ursa Maior, Ursa Menor, o Orion e a Cruzeiro do Sul.

A Cruzeiro do Sul, também conhecida como Crux ou Crux Australis, é denominada assim por estar situada próxima ao Polo Sul e porque se opõe a outra constelação similar, a Cruzeiro do Norte. É uma constelação circumpolar, significa que um observador de uma latitude sempre poderá observá-la.

Das 88 constelações da Via Láctea é a menor de todas e tradicionalmente tem sido muito útil na navegação para identificar a posição do Polo Sul terrestre e os pontos cardinais

As quatro estrelas que a formam são: Acrux, Becrux, Gacrux e Decrux. Ao observar a Crux a olho nu, a mesma se apresenta como uma mancha brilhante integrada na Via Láctea.

Apesar de seu pequeno tamanho, a Crux é vista como referência astronômica para situar outras constelações e fenômenos do espaço, como um aglomerado de estrelas conhecido como NGC 4755 ou Caixa de Joias.

Sua dimensão simbólica e histórica

A imagem desta constelação está incluída na bandeira da Austrália, Brasil, Nova Guiné, Samoa e Nova Zelândia, uma vez que estas nações estão no hemisfério sul do planeta. A província argentina Terra do Fogo também conta com esta imagem em sua bandeira. Se observarmos a cidade de Buenos Aires, a Crux permanece visível durante todo o ano.

Nas culturas da América do Sul, a Crux está associada a um animal sagrado, o nhandu (este animal era sagrado na cultura mapuche, araucana e guarani).

Muitas construções dos incas incluem as quatro estrelas desta constelação. Os antigos habitantes do Caribe observavam o firmamento como referência para os ciclos da agricultura e quando distinguiam a Crux sabiam que era a época ideal para a plantação do milho.

Nas descrições astronômicas de Ptolomeu no Almagesto é feita referência ao agrupamento destas estrelas (no século II d. C, os astrônomos a situaram dentro da constelação de Centauro). No entanto, foi em 1505 quando o marinheiro português Fernão de Magalhães empregou o termo Cruzeiro do Sul (Cruz do Sul). Anteriormente, personagens como Marco Polo e Américo Vespúcio já haviam mencionado com outras denominações.

Imagem: Fotolia. layritten

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: