Conceito » Saúde » Talidomida

Talidomida - Conceito, o que é, Significado

Em 1957 a empresa farmacêutica alemã Grünenthal começou a comercializar um novo medicamento, cujo princípio ativo era conhecido como talidomida. Este fármaco foi apresentado como um remédio para aliviar as náuseas nas mulheres grávidas e como um substituto para os barbitúricos tradicionais, mas milhares de crianças nascidas após o período de gestação sofreram graves problemas de saúde e malformações físicas.

Este fármaco foi vendido em mais de 50 países e milhares de crianças nasceram com ausência de membros

A talidomida é uma substância formada por uma molécula que se transforma em diversos compostos quando é metabolizada no fígado. Estes novos compostos são os principais responsáveis pelas malformações físicas.

Seus principais efeitos secundários

Este medicamento foi concebido para dois fins: combater algumas doenças que afetam os tecidos e a pele (por exemplo, a lepra) e reduzir o vômito e a náusea em mulheres grávidas. Entre os efeitos secundários menores se destacam a sensação de fadiga e fraqueza, constipação, alterações de humor, erupções cutâneas ou inflamação dos tornozelos. No entanto, os efeitos sobre as mulheres grávidas no início da década de 1960 foram devastadores. Na atualidade este fármaco segue sendo usado, mas sobestrita supervisão das autoridades sanitárias. Logicamente, já não é mais consumido entre as mulheres grávidas.

A AVITE é uma associação de vítimas espanholas afetadas por este fármaco

Esta associação espanhola foi fundada em 2004 com um propósito duplo: melhorar as condições de vida dos afetados e, ao mesmo tempo, tentar levar os responsáveis pela indústria farmacêutica alemã a comparecer perante os tribunais de justiça.

As pessoas afetadas por este medicamento não sofreram apenas graves limitações físicas, pois também tiveram dificuldades para encontrar trabalho e reconhecer seus direitos como vítimas. Devido às responsabilidades legais prescritas, as vítimas reclamam ao Estado espanhol uma indenização financeira.

Na Espanha foram proibidos os fármacos com o princípio ativo da talidomida, em 1963, dois anos depois de serem proibidos nos outros países. Devido a isso, calcula-se que 3000 bebês nasceram com graves sequelas. A catástrofe da talidomida foi o primeiro episódio em que a sociedade enfrentou a negligência da indústria farmacêutica.

Imagem Fotolia: Mindfullness

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: