Magnicídio - Conceito, o que é, Significado

Quando acontece o assassinato de uma pessoa ilustre, este fato é conhecido como magnicídio. Em relação ao termo, o sufixo cidium se refere à ação de matar e o prefixo magnus expressa a ideia de algo grande.

Assassinatos que mudaram o rumo da história

Quando uma pessoa anônima é assassinada, as consequências do crime se limitam ao sofrimento apenas dos seus familiares e mais chegados. No entanto, o assassinato de um mandatário ou líder tem um impacto social evidente e pode influenciar o curso da história.

O ditador romano Júlio César foi esfaqueado às portas do Senado pelo seu amigo Brutus e outros conspiradores. Sua morte é considerada o primeiro assassinato político da história.

Quando a Guerra Civil estava chegando próxima ao fim, o presidente Abraham Lincoln foi baleado à queima-roupa por um ator simpatizante com a causa confederada. Lincoln foi o primeiro presidente dos EUA a morrer assassinado durante seu mandato (o último foi assassinado presidente John F. Kennedy em 1963).

No final de janeiro de 1948, Gandhi estava em sua casa orando tranquilamente quando um fanático opositor entrou em seu domicílio e o matou atirando três vezes.

Outros magnicídios fazem parte da história da humanidade, como aconteceu com o assassinato de John Lennon, Che Guevara, Trotsky, czar Nicolau II e de Martin Luther King.

Após o magnicídio nasce o mito

Embora cada magnicídio tenha sua própria história, há um fenômeno que sempre se repete, o nascimento do mito. Quando uma celebridade é assassinada sua morte causa uma convulsão geral e a figura do personagem ganha uma dimensão ainda maior. Se Che Guevara, Kennedy e Gandhi não tivessem sido assassinados, eles entrariam para a história como personagens relevantes, mas sua morte violenta os tornou autênticos símbolos.

A maioria dos assassinatos tem servido como inspiração literária e cinematográfica. Conhecemos o assassinato de Júlio César através de Shakespeare e a morte de Kennedy, Martin Luther King e Trostsky através de vários filmes.

Do ponto de vista histórico, o magnicídio se tornou um assunto sugestivo. Para alguns, é um aspecto fundamental para explicar uma realidade histórica. Para outros, o magnicídio é perfeito para introduzir alguma teoria de conspiração. Em alguns casos, a morte de um líder se tornou um símbolo de ideais.

Imagem: Fotolia. lunamarina

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: