Conceito » Política » Ingerência

Ingerência - Conceito, o que é, Significado

O substantivo ingerência tem vários usos. Como verbo é usado na botânica como sinônimo de enxertar plantas, também pode significar a intervenção de uma coisa sobre outra, introduzir uma palavra ou frase em uma escrita ou intrometer-se em assuntos alheios. Entretanto, o uso mais comum deste substantivo se refere à ideia de intervenção de um país nos assuntos do outro.

Este conceito é normalmente utilizado no contexto das relações políticas e econômicas entre as nações

Assim, se o governo de uma nação opina diferentemente sobre outra nação, é bem provável que seja acusado de interferência.

Existem duas abordagens possíveis. Uma delas tem um sentido negativo, já a outra se baseia numa abordagem positiva.

A soberania de uma nação deve ser regida pela vontade dos seus cidadãos e sem a interferência de outras nações.

No Direito Internacional existe um princípio geral, o da não intervenção e o da não ingerência. Com este princípio o que se dá a entender é que não é legítimo para uma nação impor sua vontade sobre a outra. O imperialismo, o colonialismo e as várias formas de imposição da lei do mais forte são abordagens que se opõem a este princípio.

Em alguns casos existe a interferência explícita, que pode ocorrer em relação aos tratados do livre comércio e que muitas vezes é considerada uma ingerência em silêncio.

A ingerência dos Estados Unidos na América Latina

Desde que os Estados Unidos se tornaram uma grande potência mundial houve vários episódios de intergerência nos países da América Latina, tanto no campo político como no econômico. Assim, os regimes de Pinochet no Chile, Batista em Cuba e o controle do Canal do Panamá são claros exemplos do intervencionismo dos EUA ao longo da história.

A ingerência humanitária

Em certas ocasiões se intervém militarmente em um estado não com a intenção de ocupá-lo, mas precisamente para liberá-lo de uma situação mais violenta. Este tipo de intervenção ou ingerência obedece a causas humanitárias.

Vamos imaginar que um grupo de países decide se unir para derrubar o regime tirânico de outra nação, desta maneira, dar fim a uma ditadura se submete ao conjunto da população. Neste tipo de circunstância a ingerência tem um componente humanitário e, portanto, se trata de um intervencionismo não opressor, mas sim libertador.

Imagem: Fotolia. aerogondo

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: