Conceito » Tecnologia » Fintech

Fintech - Conceito, o que é, Significado

Este termo é formado a partir da contração de duas palavras inglesas: finance e technology (finança e tecnologia). Com esta denominação se refere às empresas de serviços financeiros que utilizam as novas tecnologias para oferecer serviços ou produtos similares aos oferecidos pelo sistema bancário tradicional e segundo as vantagens do software e da Internet revolucionária podem potenciliazá-lo ao máximo.

Principais áreas de negócio das fintech

Estas empresas são geralmente startups, ou seja, negócios baseados na inovação tecnológica. Dedicam-se normalmente nas seguintes áreas:

- Pagamentos através de plataformas digitais e transações.

- plataformas de consultoria e comercialização para investidores.

- Gestão de finanças pessoais.

- Novas abordagens de financiamento e concessão de créditos.

O setor bancário tradicional se encontra em retrocesso como consequência do auge das fintech

As empresas fintech combinam dois tipos de serviços: a gestão do dinheiro e a tecnologia. Os usuários têm à sua disposição uma ampla gama de oportunidades que em muitos casos complementam o sistema bancário tradicional.

Seu principal objetivo é reduzir os custos do banco convencional. Para isso, algumas estratégias são utilizadas: o uso de aplicativos em mobile banking, o conhecimento do big data como ferramenta nos modelos preditivos, as criptomoedas, o crowdfunding e a gestão automatizada dos processos.

As fintech estão crescendo de maneira significativa nos últimos anos e já é uma concorrência direta para o banco tradicional. O novo setor bancário é altamente valorizado pelos millennials, um setor da população que são nativos digitais e que utilizam novas tecnologias com absoluta normalidade.

Os serviços financeiros digitais têm grandes vantagens para o usuário, mas ainda causam algumas dúvidas entre os consumidores

As fintechs proporcionam ferramentas que permitem economizar tempo nas gestões e esta circunstância facilita as diversas operações de usuários e empresas. O uso dos serviços é projetado para que possa ser gerenciado em qualquer lugar e a qualquer momento. Por outro lado, os processos automatizados permitem uma maior eficiência, tanto para as empresas como para os usuários.

As transações on-line geram incertezas, pois não se sabe qual pode ser o destino dos dados e o consumidor pode ter dúvidas sobre a segurança das plataformas. Para evitar esses riscos, países como o México aprovaram uma lei para regulamentar o setor das empresas fintech. Estes bancos cem por cento digitais têm revolucionado o setor bancário, mas sua regulamentação ainda não foi generalizada.

Por último, alguns setores da sociedade desconfiam das novas plataformas e não querem assumir nenhum tipo de risco relacionado ao seu dinheiro.

Imagem: Fotolia. nuvolanevicata

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: