Conceito » Ciência » Biologia Evolutiva

Biologia Evolutiva - Conceito, o que é, Significado

Existem mais de dois milhões de espécies de seres vivos. Esta grande diversidade de organismos parece ter sido projetada para garantir sua existência. Neste sentido, a teoria que explica como cada organismo se adapta ao seu meio é conhecida como teoria de evolução, que é o marco de referência científica da biologia evolutiva.

Todo ser vivo tem especificamente se adaptado ao longo de milhões de anos de evolução. Isto levanta um dos grandes desafios da biologia evolutiva. O problema pode ser declarado como uma pergunta: se cada espécie se encontra adaptada ao seu ambiente vale perguntar como se pode sobreviver as mudanças que ocorrem ao longo do tempo?

De acordo com biólogos, a vida em qualquer de suas formas tem uma qualidade básica: a reprodução

Em qualquer meio ambiente os indivíduos de cada espécie se reproduzem e cada indivíduo deve competir com os da sua mesma espécie para sobreviver. Assim, de acordo com os princípios da biologia evolutiva apenas sobrevivem os seres vivos que melhor se adaptam ao seu meio. Isto se deve porque cada indivíduo é diferente do outro e apenas aqueles cujas características são úteis podem sobreviver.

A teoria da evolução estabeleceu uma revolução científica

Esta concepção de vida está baseada nas pesquisas do cientista britânico Charles Darwin (1809-1882). De acordo com Darwin, o processo que explica as mudanças de cada espécie é conhecido como seleção natural.

A teoria da evolução de Darwin foi exposta em sua obra "A Origem das Espécies", um trabalho que revolucionou a biologia, outros ramos do saber e a visão do mundo em geral. Darwin explicou a complexidade e a diversidade da vida como um todo.

Os fundamentos da seleção natural

Antes das explicações de Darwin, acreditava-se que as espécies fossem criadas pela mão de Deus. Mas suas pesquisas trouxeram uma concepção bem diferente.

A seleção natural de Darwin se baseia em dois aspectos:

1) a capacidade reprodutiva da população de animais é praticamente ilimitada, porém os recursos são escassos e esta incompatibilidade impõe uma luta pela sobrevivência entre os indivíduos de cada espécie;

2) na luta pela sobrevivência ocorre uma seleção de traços físicos (os fenótipos) que são mais favoráveis.

Estes dois mecanismos contribuem para a diversificação das espécies e sua adaptação ao meio natural.

Imagem: Fotolia. Jan Will

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: