Conceito » Ciência » Mutualismo (Biologia)

Mutualismo (Biologia) - Conceito, o que é, Significado

As relações nos ecossistemas naturais entre os seres vivos não são homogêneas. Quando dois indivíduos de espécies diferentes interagem de maneira satisfatória para ambos ocorre o fenômeno do mutualismo. Pode-se afirmar que a relação estabelecida é como um pacto na qual cada um proporciona ao outro uma vantagem adaptativa ou de qualquer outro tipo.

Consequentemente, trata-se de uma relação recíproca que resulta positiva para dois seres vivos diferentes, pois com o vínculo criado as possibilidades de sobrevivência aumentam em algum sentido.

Tipos de mutualismo

O simbiótico é uma modalidade de "aliança" na qual dois indivíduos diferentes interagem fisicamente e isso lhes obriga a permanecer unidos para poder sobreviver. Um exemplo desta versão seriam os pássaros que ficam na parte de trás de alguns mamíferos (a ave se sente protegida e em compensação elimina alguns parasitas do animal protetor).

O assimbiótico consiste em dois organismos que levam as vidas separadas, mas que cada um depende do outro para sobreviver. Um exemplo típico ocorre entre os insetos e as flores no processo de polinização.

Há também o mutualismo trófico, que consiste na colaboração entre dois organismos para obter alimento. O mutualismo defensivo se baseia na ideia de obter comida ou proteção em troca de alguma forma de defesa. Por último, o tipo dispersivo tem como objetivo a troca de comida por transporte.

Outras modalidades de relações simbióticas e sua extrapolação às relações humanas

O comensalismo entre seres vivos ocorre quando um organismo consegue um benefício concreto, mas o outro não recebe nada em troca (por exemplo, quando as aves criam seus ninhos nas árvores, estes não se beneficiam em nenhum sentido).

No parasitismo há uma relação desigual, pois um organismo consegue algo e o outro é prejudicado.

A predação na natureza se baseia em um princípio básico: um predador caça uma presa para sobreviver.

Os conceitos de mutualismo, comensalismo, parasitismo e predação são aplicáveis de alguma maneira a outros seres vivos, os humanos.

Neste sentido, somos animais complexos, pois praticamos o mutualismo quando cooperamos desinteressadamente uns com os outros. O comensalismo quando exploramos as habilidades dos outros em nosso benefício, o parasitismo quando vivemos diretamente dos outros e nos tornamos parasitas sociais, já a predação quando eliminamos ou matamos outros indivíduos com algum objetivo específico.

Imagem: Fotolia. Alta Oosthuizen

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: