Conceito » Religião » Arcebispo

Arcebispo - Conceito, o que é, Significado

Na grande maioria das doutrinas religiosas há um modelo organizacional com uma estrutura hierárquica. Este esquema é especialmente aplicável às religiões monoteístas, pois em todas elas há um deus todo-poderoso, um clero organizado e um grupo de fiéis.

Focando na Igreja Católica, a maior autoridade religiosa é o Papa ou Sumo Pontífice. Abaixo dele há uma série de cargos importantes: cardeais, arcebispos, bispos, sacerdotes e diáconos.

A figura do arcebispo no Catolicismo

Este termo provém do grego, mais especificamente do vocábulo archiepiskopos (o prefixo arche significa primeiro e episkopos quer dizer o que supervisiona). Portanto, este membro da igreja tem a função de exercer a liderança entre os fiéis.

O bispo e o arcebispo são cargos similares, mas com algum aspecto diferenciador.

Enquanto o bispo é o principal responsável de uma diocese ou jurisdição eclesiástica, o arcebispo é aquele que exerce esta mesma função em uma diocese de maior relevância ou então por exercer suas funções em um território maior (por este motivo sua diocese é uma arquidiocese, da qual vem a ser a capital de uma província eclesiástica).

Quando um bispo é nomeado arcebispo recebe um título honorário, ou seja, uma distinção. Acima deste nível hierárquico estão os cardeais, que têm as seguintes funções: participar da escolha de um novo papa, colaborar no governo da igreja e aconselhar o Sumo Pontífice ao longo de seu mandato.

A partir da doutrina católica, em questão de fé, tanto o bispo como o arcebispo tem a assistência do Espírito Santo. Isto provém de uma realidade teológica e ao mesmo tempo histórica: os apóstolos que seguiram Jesus Cristo receberam o carisma da verdade. Pode-se afirmar que o clero católico exerce as mesmas funções que os apóstolos da época de Jesus Cristo.

Funções específicas dos bispos e arcebispos

Além das questões doutrinárias, ambos os cargos desempenham funções específicas:

1) explicam e ensinam os aspectos mais relevantes da fé católica aos fieis;

2) supervisionam a ação dos párocos;

3) supervisionam os ensinamentos nos seminários e nas diversas organizações educacionais;

4) realizam um seguimento das escrituras publicados em sua jurisdição;

5) exercem a autoridade máxima em uma diocese ou arquidiocese.

Tudo isso deve ser acompanhado de um comportamento exemplar baseado na caridade, humildade e santidade.

Imagens Fotolia: Robodread, Edvard Molnar

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: