Conceito » Ciência » Tabela de Valências

Tabela de Valências - Conceito, o que é, Significado

Os elétrons de um átomo são distribuídos em uma área ou região ao redor do núcleo. Esta região possui níveis de energia que formam órbitas, das quais são representadas por letras ou números. Assim, o número de elétrons presentes na órbita mais extrema é conhecido como elétrons de valência.

A órbita mais extrema é denominada por sua vez como órbita de valência.

Oito é o número máximo de elétrons que pode instalar-se na órbita mais extrema. Devido a isso, afirma-se que os elementos com uma órbita extrema e totalmente completa possuem uma configuração de octeto.

Este tipo de elemento não combina facilmente com os outros, consequentemente, há pouca reatividade

Em outras palavras, sua capacidade para combinar é praticamente nula.

Os elementos cuja órbita de valência é incompleta tem uma tendência a completar sua configuração de octetos e acabam combinando com átomos do mesmo ou de diferentes tipos. Assim, denomina-se valência à capacidade de um átomo em combinar com outro átomo.

O número de valências indica as possibilidades de um átomo em combinar com outro na hora de constituir um composto. Esta medida está relacionada com a quantidade de ligações químicas estabelecidas pelos átomos de um elemento de certa categoria.

Existem vários tipos ou modalidades de valências

As fixas têm apenas uma forma de combinar e todos os seus estados são positivos (alguns dos elementos com essa característica são: o lítio, o sódio, o potássio, a prata, o magnésio e o zinco).

As variáveis têm duas ou mais maneiras de combinar (cobre, mercúrio, estanho, chumbo e platina têm esta particularidade).

Existem também as valências fixas dos não metais (por exemplo, no hidrogênio, flúor ou oxigênio) e as valências variáveis dos metais.

De qualquer forma, todas estas características são organizadas através de tabelas que agrupam os diferentes elementos químicos.

Um exemplo ilustrativo relacionado com a capacidade de combinação dos elementos químicos

Os elementos se combinam com outros elementos de várias maneiras: perdendo, obtendo ou compartilhando seus elétrons. Por exemplo, a configuração eletrônica do sódio (Na) é 2, 8, 1 e a do cloro (Cl) é 2, 8, 7, consequentemente, para o sódio é mais simples perder um elétron do que ganhar sete elétrons para completar seu octeto (por outro lado, o cloro aceita com facilidade um elétron para completar seu octeto em vez de perder sete elétrons).

Em outras palavras, tanto o sódio como o cloro possuem a valência de 1, pois sua capacidade de combinação é 1.

Relacionados:

  1. Número Atômico
  2. Íon
  3. Ânion
  4. Elementos Químicos
  5. Configuração
  6. Modelo Atômico
  7. Quântico
  8. Satélites Naturais
  9. Eletrostática
  10. Próton