Gemologia - Conceito, o que é, Significado

Publicidade

A gema é uma pedra preciosa, ou seja, um mineral que quando cortado e polido pode ser usado na fabricação de joias ou qualquer outro tipo de ornamento decorativo. Entre as gemas mais conhecidas podemos destacar as seguintes: opala, safira, topázio, azurita, ágata, diamante ou turquesa.

Publicidade

Certas gemas são de origem orgânica, como as pérolas naturais e os corais. Todas elas têm algumas características comuns: certa beleza, uma cor chamativa, um grau de transparência e uma intensidade em seu brilho. A disciplina científica que estuda as pedras preciosas é a gemologia.

Publicidade

A gemologia como ciência

Esta disciplina é relativamente recente, já que foi século XX quando apareceram as primeiras instituições acadêmicas desta área de conhecimento. A gemologia está integrada a uma área mais geral, a mineralogia, que por sua vez é um ramo da geologia.

Embora esteja baseada em princípios teóricos, na prática, está destinado ao mundo empresarial, mais especificamente ao setor de ornamentação ou joalheria.

Os gemólogos utilizam instrumentos próprios, dos quais são bem diferentes dos usados pelos geólogos. Neste sentido, são usados utensílios para não danificar ou deteriorar as pedras preciosas.

Os gemólogos observam as diferentes propriedades físicas e ópticas das gemas. Assim, cada pedra ou gema tem seu peso específico, sua cor, seu índice de refração, seu tipo de espectro ou seu nível de dureza.

A dureza das gemas

Além da beleza, da cor ou do brilho das gemas, os gemólogos estudam a dureza das pedras preciosas. Esta propriedade não se refere simplesmente à possibilidade de quebra dessas peças com maior ou menor dificuldade, mas sim à resistência ao risco. Para medir esta propriedade, utiliza-se a denominada escala de Mohs.

Esta escala descreve de maneira objetiva a dureza de uma gema. Para isso se estabelece uma tabela de 1 a 10, onde o número 1 indica um grau mínimo de dureza e 10 um grau máximo.

Cada pedra preciosa pode ser comparada com outra utilizando a seguinte tabela de equivalências:

O nível 1 é representado pelo talco, o 2 corresponde ao gesso, o 3 à calcita, o 4 à fluorita, o 5 à apatita, o 6 à ortoclase, o 7 ao quartzo, o 8 ao topázio, o 9 ao corindo e, por último, o 10 com o diamante.

O talco tem uma dureza menor já que pode ser riscado com uma unha. A apatita apresenta nível 5 podendo ser riscada com dificuldade com um pedaço de aço, já o diamante é riscado apenas com ferramentas especializadas.

Imagem: Fotolia. vvoe

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: