Conceito » Psicologia » Soberba

Soberba - Conceito, o que é, Significado

Conhecida como um dos sete pecados capitais juntamente com a ira, a gula, a luxúria, a preguiça, a inveja e a avareza, a soberba é uma característica comum do ser humano que significa o constante e permanente autoelogio que uma pessoa realiza sobre si mesma. Além dos mais, a soberba é uma atitude de constante autoadmiração que faz com que a pessoa em questão deixe de considerar os direitos e necessidades daqueles que o cercam ao considerá-los inferiores e menos importantes.

Orgulho e soberba

São dois conceitos semelhantes, mas não exatamente iguais. Enquanto que no primeiro o indivíduo se valoriza a si mesmo, no segundo há uma desproporção. Portanto, aquele que é soberbo não está orgulhoso de si mesmo, mas sua autovalorização se fundamenta através do menosprezo ao próximo. Em outras palavras, este sentimento implica em um não reconhecimento do outro.

Do ponto de vista psicológico se trata de um mecanismo de defesa

A atitude soberba é considerada um mecanismo de defesa. Desta forma, aqueles que têm tendência à soberba podem ser alguém com baixa autoestima e que para compensar recorrem à sobrevalorização de si mesmo. Para camuflar os medos e as inseguranças, adota-se um disfarce de envaidecimento e petulância. As pessoas com esta característica transmitem aos outros que são melhores e de alguma maneira superiores, mas no fundo querem pouco de si mesmos.

A pessoa soberba é aquele apresenta algum tipo de medo e que precisa sentir-se sempre acima dos demais.

O soberbo pode ter dificuldades para avaliar as ações e normalmente vive pendente das aparências e da comparação com aqueles que o rodeiam. Paralelamente, a soberba é uma falta de humildade. Os psicólogos consideram que para corrigir este tipo de atitude é conveniente focar na autoestima pessoal.

Um dos sete pecados capitais

Na tradição cristã o pecado da soberba é considerado um desvio perigoso. Deve-se destacar que a mensagem cristã enfatiza a virtude da humildade e da simplicidade, duas qualidades radicalmente contrárias à soberba. Devido a isso, para combater este pecado os cristãos afirmam que a humildade deve ser promovida no espírito humano.

Para o cristão o orgulho ofende Deus e, ao mesmo tempo, é a fonte de muitos outros pecados. Por este motivo, deve ser combatido para que não cresça na alma.

Do ponto de vista cristão, aquele que é convencido e arrogante está menosprezando os outros e se afastando de Deus.

Além da soberba, os outros pecados capitais são a ira, a luxúria, a inveja, gula, a preguiça e a avareza. Todos eles são comportamentos desviantes que devem ser corrigidos para não viver de forma pecaminosa.

Imagem: Fotolia. Andrew Derr

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: