Presbiopia - Conceito, o que é, Significado

É uma patologia ocular muito frequente e popularmente conhecida como vista cansada. A presbiopia consiste na dificuldade de olhar de perto e como regra geral ocorre a partir dos 40 anos.

Em situação normal todo indivíduo tem a capacidade de ver de longe e de perto, sem o menor problema até os 40 anos aproximadamente, mas a partir desta idade começam a surgir problemas relacionados à capacidade de focar os olhos. Isto se deve ao cristalino deixar de funcionar com a mesma precisão e a capacidade de focar os objetos diminui.

Pode-se dizer que o zoom do cristalino se danifica a partir dos 40 como um processo natural, portanto a presbiopia não é uma doença ocular, mas sim a esclerose do cristalino (seu desgaste) é o que dificulta a qualidade da visão.

Não é possível prevenir seu surgimento, mas há um tratamento corretivo

Embora a presbiopia não possa ser prevenida com algum tratamento ou fármaco, os oftalmologistas aconselham levar uma vida saudável para retardar seus efeitos negativos.

Em relação a seu tratamento, o mais habitual é utilizar lentes corretivas. Entretanto, nos últimos anos a cirurgia ocular com laser tem permitido corrigir o cristalino. Outra técnica empregada é a introdução de uma lente intraocular que substitui o desgaste cristalino e desta maneira evita o uso dos óculos.

Para saber qual a melhor técnica os oftalmologistas fazem um exame completo do paciente para avaliar a condição da córnea, do cristalino e do olho em geral, em seguida, há uma série de exames adicionais, especialmente a topografia ocular

As informações obtidas e as circunstâncias pessoais do paciente permitem tirar uma conclusão sobre qual procedimento seria o mais adequado para corrigir a presbiopia. À medida que a porcentagem de sucesso deste tipo de tratamento corretivo é elevada, o mais comum é o paciente recuperar sua visão normal.

No que diz respeito à fase de recuperação após a correção cirúrgica da presbiopia, dentro de poucos dias o paciente volta a ter uma visão normal.

Problemas oculares comuns e doenças raras

No campo da oftalmologia algumas doenças se apresentam com muita frequência, tais como o astigmatismo, a miopia, a hipermetropia, a conjuntivite, a catarata e a degeneração macular. Em compensação, existem doenças que são menos comuns, como o glaucoma, o tracoma, a retinopatia diabética e a amaurose.

Imagem: Fotolia. ojovago

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: