Conceito » Saúde » Perinatal

Perinatal - Conceito, o que é, Significado

O termo perinatal está relacionado os acontecimentos ou fenômenos ocorridos no período do nascimento, sejam eles antes, durante ou depois.

Duração do período perinatal

Estes acontecimentos são estudados e tratados por um ramo da medicina chamado Perinatologia. Este enquadra o período perinatal em um tempo localizado entre a 28ª semana de gestação e a primeira semana de vida do bebê.

O neonatal é um período de tempo que inicialmente se sobrepõe ao período perinatal. A fase neonatal vai desde o nascimento até os primeiros 28 dias de vida do bebê; nesta fase é conhecido como recém-nascido ou neonato.

Este período é de grande importância, pois nele ocorre o parto. Nesta fase, os controles ginecológicos são realizados com maior frequência.

É também na fase perinatal que devem ser vigiados e identificados uma série de condições, tanto da mãe como do feto, o que pode afetar o parto ou inclusive a saúde e a vida da mãe e da criança.

Possíveis complicações que ocorrem nesta fase

A partir da 28ª semana de gestação começa o terceiro trimestre, período em que pode ocorrer uma série de acontecimentos que derivem no nascimento precoce ou prematuro do bebê. Isto está relacionado principalmente com o aparecimento de infecções ginecológicas que danificam as membranas que envolvem o bebê, o que leva a romper com a consequente perda de líquido amniótico, estimulando o início do trabalho de parto.

Outros transtornos comuns deste período incluem os problemas que podem afetar a mãe antes ou durante o trabalho de parto. Problemas como a elevação da pressão arterial da mãe (eclampsia) ou uma apresentação anormal do bebê no momento do nascimento (apresentação do pé ou podálico, apresentação em transverso, distocia). Esta última condição pode levar ao prolongamento e dificuldade do trabalho de parto, ocasionando lesões como dores e rasgamento na mãe ou asfixia no recém-nascido.

Estes problemas têm maior impacto em sociedades de baixo nível socioeconômico ou cultural, onde não há acesso fácil a cuidados médicos de maior complexidade que permitam a realização de procedimentos como cesárea e reanimação do recém-nascido. No passado, esta foi uma importante causa de mortalidade perinatal, mas mesmo diminuindo ainda ocorre especialmente nas mães com baixo índice de peso, nas que tiveram vários partos, nas fumantes e naquelas que não tiveram um controle pré-natal adequado.

Após o nascimento também podem ocorrer complicações, principalmente infecções do útero materno devido à retenção de restos da placenta, assim como hemorragias puerperais ou infecções do feto, especialmente na área do cordão umbilical.

Imagem Fotolia: fraulein_freya e edgar_b

Relacionados:

  1. Depressão pós-parto
  2. Convalescência
  3. Parto Humanizado
  4. Ciclo Celular
  5. Progesterona
  6. Ginecologia
  7. Manobra de Kristeller
  8. Eixo Cronológico
  9. Trombofilia
  10. Estenose Pilórica