Conceito » Religião » Om Mani Padme Hum

Om Mani Padme Hum - Conceito, o que é, Significado

A frase "Om mani padme hum" está escrita em sânscrito e literalmente significa "oh, a jóia do lótus". Estas quatro palavras formam um dos mantras mais conhecidos do budismo tibetano.

Na tradição do budismo tibetano, o mantra Om mani padme hum tem um significado simbólico e vai além de uma simples repetição de palavras. Com as seis sílabas que o formam expressa a idéia de unidade entre o corpo, a mente e a palavra.

Paralelamente, Om mani padme hum alude à idéia de sabedoria e altruísmo. Em outras palavras, trata-se de conquistar um domínio sobre o espírito do homem em sua totalidade.

O mantra expresso e a compaixão

Sentimos compaixão por alguém quando queremos que ela pare de sofrer. Este sentimento está diretamente relacionado à idéia de altruísmo e solidariedade.

Os estudiosos em budismo afirmam que o mantra Om mani padme hum tem relação direta com a compaixão humana. A compaixão deve ser entendida como a essência da vida espiritual e uma forma de amor destinada à verdadeira sabedoria.

De acordo com os pensamentos budistas, devemos sentir compaixão até mesmo dos nossos inimigos, pois desta maneira podemos transformar o rancor em amor. Se ao contrário, as pessoas deixassem invadir pela raiva e pelo ódio, o confronto aumentaria entre os homens. Na filosofia budista é preciso sentir compaixão pelas pessoas e não pelas ações que cometem.

A repetição do mantra Om mani padme hum permite intensificar o bem-estar interior e assim ativar o sentimento de compaixão.

A função dos mantras no budismo

Os mantras budistas são repetidos oralmente de maneira constante com o propósito de transformar nossas emoções internas. Desta forma, o mantra atua como um mecanismo interno para promover a tolerância, o autoconhecimento e o perdão. Deve-se ressaltar que Buda afirmou que cada homem deve ser o verdadeiro guia de sua existência e dominar suas paixões e emoções.

Pode-se dizer que os mantras budistas servem para melhorar nossa mente e a conexão entre o espírito e o corpo. Um aspecto importante nos mantras é a motivação para combater o sofrimento humano e assim alcançar a plenitude interior.

Os mantras budistas foram analisados a partir de uma perspectiva neurocientífica, assim se chegou à conclusão que esta forma de meditação aumenta as emoções positivas que são experimentadas no córtex pré-frontal esquerdo do cérebro humano

Em outras tradições religiosas, especialmente nas religiões teístas, as orações também são recitadas repetidamente para louvar a Deus como criador. Tanto os mantras quanto as orações expressam a ideia de amor. Enfim, as mais variadas formas de rezar compartilham a mesma mensagem.

Imagem: Fotolia. Coka

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: