Conceito » Filosofia » Apologética

Apologética - Conceito, o que é, Significado

A apologética é uma defesa de algo ou de alguém através de certos argumentos. Assim, a apologia de uma pessoa tem a intenção de justificar suas ações ou ideias. Um caso típico é o diálogo de Platão "Apologia de Sócrates", na qual o autor defende a figura de seu mestre. Na área da teologia existe um ramo para justificar e defender as doutrinas religiosas: a apologética.

A apologética no catolicismo exige um debate ideológico

Como todas as religiões a católica tem seus partidários e críticos. Os segundos destacam essas contradições existentes na Igreja Católica. Para defender-se diante dessas críticas os católicos desenvolveram uma apologética, ou seja, uma defesa ou justificativa de seus princípios e comportamentos. Como regra geral, a abordagem da apologética católica é uma tentativa de combater as mentiras e as falsas acusações recebidas pela doutrina da Igreja Católica.

A apologética cristã é uma defesa contra as críticas e ataques de outras correntes cristãs, judaicas ou pagãs.

Um dos primeiros apologistas cristãos foi São Justino, que no século II. d. C, em Roma, fundou uma escola de filosofia cristã contrária a outras doutrinas religiosas ou filosóficas.

As obras literárias de são Irineu de Lyon constituem um debate de ideias contra uma das correntes espirituais da antiguidade: o gnosticismo.

No início do século III d. C, São Cipriano de Cartago lutou contra os cristãos que haviam renunciado suas crenças e sua fé após serem pressionados pelas autoridades romanas.

Atanásio de Alexandria, bispo de Alexandria, durante o século IV d. C, é uma referência intelectual do cristianismo. Foi um defensor férreo da doutrina trinitária e em oposição ao arianismo, uma corrente cristã que negava a Trindade.

Santo Augustinho de Hipona viveu entre os séculos IV e V d. C e em suas obras teológicas combateu aqueles que se desviavam da autêntica fé, especialmente o pelagianismo, o donatismo, o arianismo, o gnosticismo, os origenistas e os priscilianistas. Todas estas correntes cristãs foram consideradas autênticas heresias pela Igreja Católica. Também se opôs ao maniqueísmo, uma religião de origem persa que focava a distinção entre o bem e o mal, cujo fundador Mani é considerado pelos maniqueus como o verdadeiro profeta enviado por Deus.

Enfim, os apologistas cristãos mencionados defendiam a doutrina da igreja contra aqueles que consideravam desviados da verdadeira fé.

Imagem: Fotolia. gheatza

Relacionados:

  1. Contrarreforma
  2. Anátema
  3. Apostasia
  4. Lascívia
  5. Canonização
  6. Evangelização
  7. Pontífice
  8. Encíclica Papal
  9. Virgem Maria
  10. Pecados Capitais