Conceito » Psicologia » Melomania

Melomania - Conceito, o que é, Significado

O tempo livre é um dos principais prazeres de diversão na vida de uma pessoa. A música está presente na vida da maioria, no entanto, não da mesma forma e intensidade. O melomaníaco é um exemplo de pessoa que sente a música com tanta paixão que a torna o centro de sua existência. Ou seja, trata-se de uma pessoa que dedica tempo e dinheiro para desfrutar desta arte.

Paixão pela música

Portanto, o melomaníaco comparece regularmente aos espetáculos musicais de seus cantores favoritos. Prioriza e faz economia em outras áreas para pode desfrutar do prazer da música, da qual a tem como uma necessidade emocional e real. Isto é, para o melomaníaco, a felicidade está em sintonia com este hobby que já se tornou um estilo de vida.

Outro dos grandes prazeres do melomaníaco está em colecionar discos e fitas musicais. E quando recebe uma visita em casa adora mostrar sua coleção, sendo este seu lugar favorito do lar. Graças a este contato constante com a música adquire também uma cultura musical, ou seja, passa a ser uma pessoa entendida nos detalhes que passam despercebidos para outros.

Vale ressaltar que ser um amante da música não significa ser viciado em música, em outras palavras, não é visto como algo negativo. Simplesmente porque a música inspira um ambiente de cultura e otimismo que nutre o estado de espírito do protagonista.

Assim fica expresso, por exemplo, na ópera. Um gênero de autêntico culto para aqueles amantes de um estilo que inspira emoções, vida e intensidade. Deve-se salientar que ao contrário de outros passatempos, a melomania não é um distúrbio psicológico, mas sim uma inquietação pessoal que mostra o interesse de uma pessoa que desfruta como ouvinte o prazer da música.

Origem do termo melomania

Este conceito foi criado por Pierre-Augustin Caron de Beaumarchais, no ano de 1781. Um termo que mostra o fervor que sente uma pessoa por um grupo de música em particular. Do ponto de vista histórico, podemos conhecer exemplos de pessoas que também eram adeptas à melomania. Por exemplo, o filósofo Ludwig Wittgenstein era um admirador incondicional do pianista Felix Mendelssohn.

O melomaníaco é aquele que concentra suas discussões apenas sobre música. É detentor de muito conhecimento, sobre cantores, músicos, compositores e obras. Este tipo de paixão pela música não é considerado uma doença porque põe em perigo a vida do protagonista.

Imagem: Fotolia. Roman Stetsyk

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: