Conceito » Ciência » Manômetro

Manômetro - Conceito, o que é, Significado

Os seres humanos têm a necessidade de estabelecer parâmetros concretos ou medições para esclarecer informações sobre temperatura, distâncias, peso ou pressão. No caso da pressão, o manômetro é o instrumento empregado para medir a pressão dos fluidos que se encontram contidos em um recipiente. Este tipo de aparelho estabelece a diferença entre a pressão do fluido e a pressão atmosférica.

A escala em um manômetro analógico e algumas de suas aplicações

No botão deste instrumento aparecem duas escalas diferenciadas. Numa delas, o ponteiro indica as libras por polegada ao quadrado e, na outra, os quilogramas por centímetro quadrado (os últimos equivalem por sua vez em bares). Assim, quando o manômetro está conectado a uma fonte de pressão, o ponteiro indicador se move por ambas as escalas determinando o valor exato da pressão. Naturalmente, o manômetro deve ser exato e preciso.

Estes aparelhos permitem estabelecer uma comparação entre a pressão atmosférica e a que há dentro de um circuito na qual circula um fluido, seja um líquido ou um gás. Com esta ferramenta é possível estabelecer medições nos circuitos hidráulicos ou pneumáticos das diversas atividades industriais. Estes medidores de pressão também são empregados em usinas de energia nuclear, assim como nos sistemas de aquecimento, ventilação ou refrigeração.

A pressão manométrica é diferente da pressão atmosférica

A pressão atmosférica é produzida pela ação do peso do ar sobre qualquer corpo situado na superfície terrestre. O instrumento empregado para esta medição é o barômetro e, por este motivo, a pressão atmosférica e barométrica são conceitos equivalentes.

O manômetro foi inventado no contexto da segunda revolução industrial do século XIX

O primeiro manômetro da história com uso industrial foi inventado pelo engenheiro francês Eugéne Bourbon no século XIX. Por este motivo, este instrumento também é conhecido como o tubo de Bourbon. Esta ferramenta de medição foi logo aplicada a todo tipo de máquina, por exemplo, a máquina a vapor.

A medição da pressão exigia um aparelho preciso que se adaptasse às novas indústrias e ao processo de automatização. Paralelamente, na segunda revolução industrial surgiram outros avanços significativos, como a invenção da telegrafia, o descobrimento da eletricidade, a descoberta de novos metais como o aço e o alumínio e a invenção de novos produtos químicos como a hulha e o alcatrão.

Estes avanços e os novos meios de transporte transformaram os processos industriais e também modificaram as formas de entender o trabalho e as relações humanas. Em suma, pode-se dizer que o manômetro é uma das "peças" que permitem compreender o complexo quebra-cabeça da segunda revolução industrial.

Imagem Fotolia: Dmitrimaruta

Relacionados:

  1. Pressão atmosférica
  2. Ciclogênese
  3. Hidrostática
  4. Somatometria
  5. Princípio de Pascal
  6. Regulador
  7. Higrômetro
  8. Viscosidade
  9. Ebulição
  10. Escalas de Temperatura