Conceito » Aprender » Luta Greco-romana

Luta Greco-romana - Conceito, o que é, Significado

Este esporte de combate faz parte do programa olímpico moderno desde as primeiras Olimpíadas realizadas em Atenas de 1896. É conhecido por duas denominações: luta greco-romana ou luta livre. Como qualquer outro esporte de combate, consiste em demonstrar qual lutador é o mais forte e mais habilidoso.

Principais regras e características

A luta greco-romana é um esporte da qual cada participante tenta vencer o seu adversário sem usar golpes e utilizando apenas a parte superior do seu corpo (a luta livre é uma versão diferente da greco-romana, uma vez que nela é possível usar as pernas como arma de ataque ou defesa).

O objetivo do confronto é fazer com que o adversário caia no chão, de tal forma que mantenha as costas por completo no tatame. No caso de não conseguir este objetivo, o vencedor da luta será aquele que obtiver o maior número de pontos na realização de chaves e projeções.

Nas competições de categorias superiores, são realizados três tempos de combate de dois minutos cada. A ação dos lutadores ocorre em um tatame de 12 x 12 metros sob a supervisão de um juiz, que tem a responsabilidade de fazer cumprir as regras. Como os demais esportes de combate, os participantes competem por categorias de idade e peso. A FILA é o órgão internacional que administra este esporte.

Milon de Crotona foi o grande lutador das Olimpíadas da Antiguidade

O ser humano pratica alguma modalidade de luta desde os tempos imemoriais. Na hora da luta física é necessária certa habilidade de ataque e defesa. Também lutamos como forma de jogo, como parte de treinamento militar ou como alguma modalidade esportiva.

Como seu próprio nome indica, o esporte começou a ser praticado na Grécia Antiga e posteriormente foi adotado pela civilização romana. Neste contexto, o primeiro grande lutador que conta registros históricos foi Milon de Crotona. Este atleta foi campeão de luta no século VII a. C em várias ocasiões, tanto nos Jogos Olímpicos como nos Jogos Píticos.

Autores clássicos como Heródoto, Pausanias e Cícero foram testemunhas de suas vitórias

Os gregos introduziram a luta nas Olimpíadas por dois motivos fundamentais: os guerreiros precisavam ser hábeis na arte do combate e na mitologia grega alguns heróis foram grandes lutadores.

Em sua origem, os lutadores combatiam em posição vertical e treinavam em um recinto retangular denominado palestra. Nas competições olímpicas a luta ocorria em uma área do estádio onde se colocava areia.

Nas Olimpíadas antigas, a luta greco-romana fazia parte de uma disciplina geral, o pentatlo. O pentatlo antigo era uma combinação de cinco provas: uma corrida de velocidade, uma competição de luta livre, um salto em distância, um lançamento de dardo e um arremesso de disco.

Imagens Fotolia: Dovla982, Snaptitude

Relacionados:

  1. WWE
  2. Luta Interior
  3. UFC
  4. Paintball
  5. Hóquei
  6. Luta de Classes
  7. Polo Aquático
  8. Tai chi (Taichi)
  9. FIBA
  10. Badminton