Conceito » História » Hiroshima e Nagasaki (Bombardeio)

Hiroshima e Nagasaki (Bombardeio) - Conceito, o que é, Significado

No início de agosto de 1945 as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki foram atacadas por dois bombardeios nucleares causando a morte de cerca de 250.000 vítimas civis pelos efeitos da explosão e da radiação. A ordem definitiva para bombardear as duas cidades foi dada pelo presidente dos Estados Unidos, Harry S. Truman.

Consequências dos bombardeios

A primeira consequência direta foi a rendição do Japão e o fim da Segunda Guerra Mundial. Deve-se ressaltar que os nazistas também já se haviam rendido meses atrás após o suicídio de Adolf Hitler.

Muitos dos sobreviventes ficaram gravemente feridos e desabrigados, com todo tipo de sequela em relação à saúde por causa exposição à radiação. Neste sentido, desde então, os índices de câncer e as más-formações genéticas de nascimento em Hiroshima e Nagasaki têm sido muito elevadas.

Dados fundamentais de interesse

- A bomba que caiu em Hiroshima é conhecida como Little Boy e a de Nagasaki recebe o nome de Fat Man;

- Uma parte dos sobreviventes foi marginalizada pelos próprios japoneses, pois se acreditavam que suas doenças eram muito contagiosas;

- A cidade de Nagasaki não era o verdadeiro alvo de ataque, mas sim a cidade de Kokura. Esta cidade a 150 km de Nagasaki não foi bombardeada porque o dia 9 de agosto estava muito nublado e não permitia a visibilidade aérea;

- Duas semanas antes do bombardeio, os Estados Unidos deram um ultimato ao Japão: ou se rendiam ou sofreriam um ataque nuclear. Os líderes japoneses nem sequer responderam e apenas se renderiam uma semana após a destruição de Hiroshima e Nagasaki;

- Embora o presidente Truman acreditasse que as bombas nucleares eram necessárias para forçar a rendição do Japão, meses antes o ex-presidente dos Estados Unidos (Dwight D. Eisenhower) se opôs a este lançamento, pois entendia que não era necessário o bombardeio e que os japoneses acabariam se rendendo;

- O projeto das bombas atômicas fazia parte de uma operação secreta: o Projeto Manhattan. Cientistas dos Estados Unidos, do Reino Unido e do Canadá estiveram pesquisando sobre a energia nuclear, pois sabiam que os alemães também estavam desenvolvendo um programa nuclear paralelo: o Projeto Urânio. Um mês antes do lançamento das bombas de Hiroshima e Nagasaki houve o primeiro teste atômico com sucesso, na cidade de Los Alamos, uma área desértica do Novo México.

Imagem: Fotolia. domagoj8888

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: