Onírico - Conceito, o que é, Significado

É possível afirmar que o ser humano vive em duas dimensões diferenciadas: sua própria realidade individual e a que forma os sonhos, também conhecida como onírico. Assim, tudo o que experimentamos nos sonhos ou está relacionado a eles faz parte do onírico. O termo onírico provém do grego oneirikos e significa sonho.

O mundo dos sonhos

Enquanto as pessoas permanecem dormindo acontecem os sonhos, mas nem sempre elas se lembram. Em todo caso, os sonhos têm um componente misterioso e estranho. Do ponto de vista científico, a atividade onírica tem uma função vital: durante o sonho o cérebro processa informações e seleciona as lembranças do período de vigília. Nossos sonhos têm relação com os acontecimentos reais, mas aparentemente são desprovidos de lógica e sentido. Apesar disso, o que se tenta é dar uma explicação sobre seu conteúdo, como a psicanálise e outras correntes que atribuem um significado às imagens e às vivências experimentadas.

O mundo onírico na cultura

O papel dos sonhos está presente na mitologia grega e prova disso é a existência de Morfeu, o Deus que simboliza os sonhos e que por sua vez é filho de Hipnos, o responsável de levar os sonhos aos Deuses (a mãe de Morfeu é Nix e simboliza a noite e seu irmão é Tânato que representa a morte). Na maioria das tradições mitológicas há referências ao mundo onírico, normalmente em forma de relatos dos quais se interpreta o significado dos sonhos.

No mundo da arte são muitas as referências em relação ao onírico: o quadro “O jardim das delicias” de Boschi, o Surrealismo como corrente criativa ou o papel dos sonhos nas obras de Skakespeare, entre outras. Por outro lado, na cultura popular é comum entender os sonhos através de mensagens e com algum significado oculto, mas possível de revelar.

As várias abordagens sobre o onírico enfatizam sua dimensão enigmática, misteriosa e profética.

Os sonhos e a reflexão filosófica

Descartes foi um filósofo racionalista e sua proposta sobre os fundamentos da razão humano teve uma interessante reflexão sobre os sonhos e a realidade. Segundo este filósofo, alguns sonhos parecem tão reais que não há nenhuma garantia que nos permita diferenciar com clareza aquilo que sonhamos e a realidade das coisas. Em outras palavras, não podemos descartar que nossas vivências sejam um sonho. Outros pensadores ressaltam a dificuldade na hora de delimitar a realidade e os sonhos. E por último, deve-se destacar que quando acontece algo extraordinário e inesperado, costuma-se dizer que foi um sonho.

Imagem: iStock. draganab

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: