Conceito » Psicologia » Megalomania

Megalomania - Conceito, o que é, Significado

Algumas pessoas têm mania de grandeza e isso as leva a todo tipos de comportamento exagerado. Elas se sentem superiores aos outros, mentem sobre sua própria realidade e manipulam aqueles que se encontram ao seu redor. Este tipo de comportamento é um transtorno de personalidade conhecido como megalomania. O termo vem do grego, mais particularmente do prefixo mega, que significa grande; e de mania que equivale à loucura.

Em resumo, a megalomania é uma condição psicopatológica caracterizada por fantasias delirantes e autoestima desproporcional

Do ponto de vista estritamente psiquiátrico, os delírios de grandeza são um sintoma de baixa autoestima ou resultado de carência afetiva na infância.

O megalomaníaco quer se tornar um indivíduo diferente ao que é na realidade. Quem tem este distúrbio não tem conhecimento da imagem que transmite aos outros. Suas crenças e convicções são ridículas e em alguns casos chegam a ser doentias. Este tipo de delírio pode afetar tanto homens como mulheres.

O perfil do megalomaníaco

Em geral, trata-se de um indivíduo de caráter mutante, extravagante e ao mesmo tempo indeciso. Às vezes pode ser agressivo, especialmente quando é contestado. A pessoa que sofre deste distúrbio utiliza estratégias de manipulação para se impor perante os outros. Ela se sente especialmente dotada e inclusive com algum tipo de poder sobre-humano. De alguma forma, ela se vê como "salvador do mundo". Suas relações sociais são normalmente difíceis, mas ao mesmo tempo seu carisma faz com que os outros se sentam atraídos por ela. É alguém que não está satisfeita com a vida normal, então busca poder, riqueza e prestígio social.

A megalomania e o culto à personalidade

Alguns personagens da história recente foram megalomaníacos, por exemplo, Hitler, Mussolini, Stalin e Mao. Segundo alguns estudiosos psicobiográficos, personagens como Alexandre Magno, Calígula e Napoleão são exemplos claros desta patologia. A personalidade megalomaníaca de todos eles tem sido associada a outro fenômeno: o culto à personalidade. Neste sentido, pode-se dizer que a maioria dos movimentos totalitários da história foi liderada por um indivíduo megalomaníaco.

Se a megalomania é uma patologia que afeta certas pessoas, o culto à personalidade é uma "doença" que atinge toda a sociedade. A relação entre estas duas tendências é perversa. O líder megalomaníaco precisa de um rebanho de seguidores, com técnicas de manipulação social e propaganda onde é possível criar um "salvador da pátria". Enquanto isso, vários segmentos da população sentem total reverência ao indivíduo que os guia. O culto à personalidade é, em última análise, a consequência lógica da megalomania.

Imagem: Fotolia. redlinevector

Relacionados:

  1. Ecmnésia
  2. Sonho Excessivo
  3. Megalofobia
  4. Surto Psicótico
  5. Autoestima
  6. Potomania
  7. Energúmeno
  8. Egocentrismo
  9. Transtorno Dismórfico Corporal
  10. Síndrome de Diógenes