Conceito » Direito » Filicídio – Fratricídio

Filicídio – Fratricídio - Conceito, o que é, Significado

O fato de matar alguém recebe várias denominações dependendo de que seja a vítima e o assassino. Quando se refere ao fato do próprio pai ou mãe matar seu próprio filho ou filho, chamamos de filicídio (este termo provém do latim, onde filius significa filho, e cidio equivale à ação de matar). Em compensação, se a vítima é um irmão, trata-se de um fratricídio (um vocábulo que provém do latim, uma vez que frater quer dizer irmão).

Filicídio e Infanticídio

Estas duas palavras são em certas ocasiões usadas como sinônimos, mas na realidade não são. O filicídio se refere a matar o próprio filho, enquanto que o infanticídio se refere à morte de uma criança, independentemente da relação que se tem com ela.

Crimes associados a transtornos psicológicos

A morte de um filho ou de um irmão é considerada um ato violento de extrema gravidade. O fato de que em ambos os casos haja uma forte ligação emocional entre a vítima e o assassino faz com que essa ação penal seja considerada especialmente cruel.

Os especialistas em criminologia que analisam estes comportamentos acreditam que o assassinato de um filho ou irmão se deve geralmente a algum tipo de transtorno mental. No entanto, nem todos os filicídios têm o mesmo padrão, pois uns são de origem psicótica e outros estão relacionados a crianças não desejadas, com o abuso de menores ou a vingança de um dos pais sobre o outro.

Quanto ao fratricídio, os criminologistas afirmam que na maioria dos casos estes assassinatos são executados por pessoas com sérios distúrbios de comportamento (por exemplo, a esquizofrenia). Deve-se destacar que o fratricídio tem duas variantes: quando se trata de um irmão ou uma irmã (neste último caso também se emprega a palavra soricidio).

Tipos de homicídio no núcleo familiar

Além do filicídio ou fratricídio, existem outros homicídios relacionados com vínculos familiares. Assim, o parricídio é o assassinato de um dos pais (quando se refere à mãe pode-se utilizar a palavra matricídio e para o pai parricídio).

Num relacionamento conjugal onde a esposa é assassinada pelo marido, chamamos de uxoricídio (na maioria dos casos, trata-se do marido não aceitar a independência ou liberdade de sua parceira).

Se o assassino é uma mulher que mata seu parceiro, trata-se de um mariticídio (este fenômeno está geralmente associado à vingança da mulher contra seu marido, como consequência de violência machista ou maltrato psicológico).

Imagem: Fotolia. tuk69tuk

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: