Conceito » Filosofia » Traducianismo

Traducianismo - Conceito, o que é, Significado

A questão da alma humana tem sido avaliada a partir de dois pontos de vista em geral: como princípio vital ou como princípio racional. Da mesma forma, filósofos, teólogos e cientistas têm abordado todo tipo de reflexão sobre a natureza da alma.

Uma das correntes teológicas que tem dado uma resposta a tudo isso é o Traducianismo. Do ponto de vista histórico, os principais teólogos desta corrente foram Apolinar e Tertuliano, ambos pertencentes ao Cristianismo primitivo praticado nos primeiros séculos da era cristã. Deve-se destacar que o luteranismo defende também a tese central deste pensamento.

Criacionismo versus Traducianismo

Na teologia cristã o Criacionismo é a corrente majoritária. Segundo ela, tudo o que existe, incluindo a alma humana, é uma criação de Deus. Assim, a alma não é algo preexistente, como afirmava Platão, assim que Deus a criou a partir do ex nihilo, isto é, nada surge do nada. Nesta linha, São Tomás de Aquino afirmava que a formação da alma em um indivíduo qualquer ocorre a partir das condições vitais e fisiológicas necessárias.

O pensamento do Criacionismo é negado pelo Traducianismo. Segundo esta corrente, as almas não são criadas por Deus através de certas condições, uma vez que a alma é transmitida de pai para filho através de um processo de geração. Neste sentido, um indivíduo possui uma dimensão espiritual e vital dada pela herança de seus pais, o que significa que o corpo e a alma estão intimamente ligados.

Do ponto de vista do Criacionismo, a transmissão da alma de pai para filho não faz sentido, pois algo imaterial e espiritual não pode ser materializado em um corpo físico.

A Igreja Católica afirma que o Traducianismo é uma opinião falsa

Em vários documentos promovidos pelo catolicismo, especialmente algumas encíclicas papais, afirma-se que o Traducianismo se opõe à ideia do pecado original que aparece na Bíblia e, portanto, esta interpretação da alma humana é contrária a um dogma central do catolicismo.

A questão da alma apresenta inúmeras perguntas sobre as quais não há uma resposta definitiva

No caso de haver uma alma humana, estas questões são bem diversificadas. Vale perguntar sobre sua origem, qual o seu destino, se desaparece após a morte ou sobrevive, se está formada por várias partes ou se todos os seres vivos têm uma alma.

Na perspectiva da teologia cristã, Deus dotou o homem de um espírito ou de uma alma imortal que nunca morre.

Imagem: Fotolia. svetazi

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: