Conceito » Ciência » Filogenética

Filogenética - Conceito, o que é, Significado

O termo filogenética é formado pela união do vocábulo grego phylon, que equivale à raça, mais a raiz gen que se refere à idéia de origem ou nascimento. Assim, a filogenética é a disciplina científica que estuda a origem dos organismos vivos e as relações existentes entre os mesmos.

Ideia fundamental da filogenética

Trata-se de um ramo da biologia que estuda a evolução das espécies de forma global. O objetivo desta disciplina é conhecer a história evolutiva dos organismos vivos. Para conhecer a filogenia das espécies é necessário determinar as semelhanças e as diferenças existentes quanto à sua morfologia, anatomia e embriologia.

A evolução das espécies é um processo muito lento e por esta razão os cientistas utilizam uma série de premissas para estabelecer de que maneira ocorreu a diversidade morfológica de todos os organismos.

Os especialistas nesta disciplina explicam as relações evolutivas de todas as espécies através de um modelo explicativo conhecido como árvore filogenética. Este tipo de esquema nos permite compreender as relações familiares das espécies no âmbito da evolução.

A filogênese do cérebro

As primeiras criaturas marítimas já tinham o germe biológico de um cérebro, já que o seu sistema nervoso simples contava com células especializadas capazes de transmitir mensagens elétricas. Nos animais superiores mais complexos foi desenvolvido um sistema neural mais sofisticado e com ele se formou o cérebro no reino animal.

Quando os peixes se transformaram em anfíbios e por sua vez em répteis, o cérebro teve um salto qualitativo. Neste sentido, os dinossauros possuíam um cérebro reptiliano e assim todos os répteis e mamíferos são herdeiros desta estrutura cerebral.

Os mamíferos desenvolveram uma nova estrutura, o córtex

Com o aparecimento evolutivo do córtex os mamíferos já podiam fazer frente às exigências do meio natural e melhorar suas possibilidades de sobrevivência. Neste processo de transformação evolutiva, o cérebro dos hominídeos incorporou numa nova estrutura, o neocórtex.

Com ele era possível adquirir novos conhecimentos e armazenar dados. O primeiro cérebro com estas características surgiu há cinco milhões de anos e pesava pouco mais de meio quilo. Com o passar do tempo, os hominídeos aprenderam a utilizar ferramentas e por este motivo se fala de homo habilis.

Posteriormente, apareceu o homo erectus e se descobriu o fogo. Aproximadamente há 100.000 anos surgiu o homem como conhecemos na atualidade, o homo sapiens.

Imagem: Fotolia. BrunoWeltmann

Relacionados:

  1. Zoologia
  2. Filogenia
  3. Biologia Evolutiva
  4. Teoria de Darwin
  5. Evolução
  6. Micologia
  7. Geobotânica
  8. Híbrido (Biologia)
  9. Biogênese
  10. Autopoiese