Conceito » Cultura » Cumbia

Cumbia - Conceito, o que é, Significado

Consiste num gênero musical e uma dança cuja origem se encontra na Colômbia. No entanto, a cumbia tem evoluído e atualmente existem várias modalidades, como a argentina, a peruana e a venezuelana.

Origem histórica

Surgiu no século XIX no Caribe colombiano como uma expressão da cultura do mundo rural. Neste sentido, é um gênero artístico que combina três tradições musicais: a negra, a mestiça e a branca.

Em suas raízes era um ritmo acompanhado de três instrumentos musicais: a gaita, a flauta (especialmente a cana de milheto) e os tambores. Com o passar do tempo, foi se transformando e assim a cumbia chegou aos salões da cidade com orquestras e um novo instrumento, o acordeão.

A coreografia da dança ocorre a partir de uma série de passos:

1) com um repique de tambor as mulheres são colocadas em um círculo e na frente há uma formação com homens;

2) os homens iniciam movimentos de cortejo de tal forma que cada um dá algumas voltas sobre sua parceira de dança;

3) mulheres e homens realizam movimentos específicos com os pés, o tronco e os braços. Trata-se de uma música e dança na qual se pode apreciar a mestiçagem cultural colombiana: os ritmos africanos marcados pelo tambor, as melodias dos indígenas acompanhados de flauta e da tradição musical espanhola.

A cumbia villera argentina

Este gênero musical está associado às classes populares da Argentina. Do ponto de vista histórico, suas origens remontam à década de 1990, quando o termo cumbia villera foi cunhado pela primeira vez (a palavra villa na Argentina se refere a um bairro pobre na qual seus habitantes eram conhecidos como villeros). As letras das músicas tratam das relações cotidianas entre homens e mulheres e os problemas associados à baixa renda. E tudo isso com uma linguagem coloquial, às vezes machista e com um espírito crítico.

Trata-se de um gênero musical que causou certa polêmica. Algumas das bandas de maior prestígio são "Damas Gratis", "Pibes Chorros", "Flor de Piedra" e "Yerba Brava". Os fãs deste ritmo são especialmente adolescentes, mais conhecidos como "cumbieros".

Nos últimos anos, os jovens de bairros marginais se identificaram com as letras destas músicas

Alguns estudiosos deste fenômeno musical afirmam que a chave do seu sucesso se baseia no uso de uma linguagem sexista, provocativa e marginal. Com estes ingredientes, os jovens cumbieros expressam seu mal-estar e inconformismo diante de um modelo social que não atende suas necessidades.

Da mesma forma que o rock e o tango em suas origens, a cumbia villera tem sido duramente atacada e ridicularizada. Aqueles que criticam este gênero afirmam que o ritmo promove o crime, o sexismo e o uso de drogas.

Imagem: Fotolia. Laiotz e Underdog

Relacionados:

  1. Organologia Musical
  2. Rumba
  3. Dança Moderna
  4. À Capela
  5. Música Eletrônica
  6. Melodia
  7. Cowboy
  8. Prelúdio
  9. DJ
  10. Dança