Utopia - Conceito, o que é, Significado

UtopiaA utopia é uma circunstância ou possibilidade tão boa que é impossível de realizar. Este termo significa “não lugar” e foi popularizado com a publicação de um livro anônimo de Thomas More. Ao longo da história os homens passaram por muitas situações desejáveis e impossíveis de realizar, sendo este termo uma expressão que se enquadra perfeitamente para explicar esta situação.

Esta fascinação do homem por mundos impossíveis não é apenas herança de livros do passado, mas que continuam no presente

Se observarmos a cultura popular, em especial os filmes de Hollywood, poderemos perceber como existe ainda uma fascinação por mundos e situações impossíveis de acontecer. Esta circunstância se deve prioritariamente ao desejo do próprio homem de sempre transcender sua existência cotidiana e tentar obter melhores condições. Na verdade, muitos dos grandes avanços tiveram origem nesta insatisfação com o mundo e na busca constante de uma melhora.

No caso da obra de Thomas More, ela se centrava fundamentalmente em uma comunidade ideal com suas próprias leis, costumes e organização política. Assim, narra às vicissitudes desta comunidade imaginária como se fosse verdadeira e com isso, tenta mostrar uma série de situações desejáveis que a sociedade não pode oferecer. Desta maneira, a utopia de Thomas More funciona como uma crítica às instituições e costumes de sua época, além de uma nova proposta das formas de organização.

A obra de Thomas More tem como antecedente a república de Platão e é inspirada por muitos

Se puxarmos pela memória, vamos lembrar que ela descreve um diálogo de Sócrates com seus antagonistas. A partir daí, é traçada uma situação ideal de organização social, onde o filósofo tem um papel preponderante de sua condição em busca da verdade. A república pode ser considerada como uma das primeiras expressões utópicas que refletem um estado desejável de circunstâncias.

Uma expressão muito utilizada e que está relacionada com a utopia é a chamada distopia. Esta se refere ao contrário, a um estado indesejável de circunstâncias que não existem. Neste caso, a crítica funciona porque este estado indesejável é apenas um exagero dos problemas que acontecem habitualmente em nosso mundo.

Próximo - Conceitos >>

Leitores continuaram: